Tendências do marketing digital para 2016

Vasculhando a internet em busca das tendências do marketing digital para 2016, é possível encontrar várias matérias em diferentes sites.

Como não poderia deixar de ser, os experts enaltecem a mídia online como ferramenta de marketing e negócios e fazem suas previsões. Mesmo em um cenário desfavorável de recessão econômica, a internet desponta como aliada das empresas. Mais do que os tradicionais objetivos como fortalecimento de marca e captação de clientes, o marketing digital atual foca também na educação de potenciais clientes.

mk digital 2

Entre as tantas previsões do marketing digital para 2016, algumas das mais mencionadas em diferentes artigos analisados foram:

– Marketing de Conteúdo
– Inbound Marketing
– Mobile Marketing e aplicativos

Além dessas, é claro que ninguém seria louco de não citar os sites de busca e as mídias sociais, freqüentadores assíduos de qualquer campanha de marketing online.

Em relação à busca paga, as ações mais adotas pelos anunciantes recentemente indicam uma tendência de divisão dos orçamentos entre o Google Adwords e o Facebook Ads, apesar das diferenças entre as duas estratégias, visto que a busca é estratégia mais indicada para atração do cliente com maior potencial de compra do que as mídias sociais.

Outra modificação importante poderá ocorrer também no SEO, mas aqui, ao invés de concorrência, as mídias sociais poderão se tornar um aliado e estratégia complementar para o posicionamento na busca orgânica.

Uma matéria publicada no site Agência do Marketing destacou que as indicações sociais ganharão mais importância para o SEO. O próprio Google já havia admitido anteriormente que menções em redes sociais exercem um forte impacto sobre a relevância e posicionamento nas buscas orgânicas. Mas agora essa tendência vai além, a ponto de se tornar tão ou mais importante que o link building para o SEO.

Na verdade, essa evolução aumenta o quadro de estratégias de SEO necessárias para um bom resultado nas buscas. Com a evolução do comportamento do internauta, o Google foi adaptando o seu algoritmo às preferências dos usuários. Foi assim que o conteúdo passou a ser uma estratégia relevante para o SEO assim como o design responsivo mais recentemente. Dessa forma, o SEO deixa de ser uma ação em si para se tornar uma campanha muito mais completa e abrangente.

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *