publicidade tv internet

De médico e de louco todo mundo tem um pouco! Ou como investir errado no marketing digital

Existe uma máxima que diz que “com pouco investimento é possível fazer uma campanha de marketing digital“. Então por que, na maioria das vezes, não funciona?

Segundo o Google Brasil, quase 80% das pessoas que são impactadas por qualquer tipo de anúncio offline busca imediatamente o produto ou marca na internet. Isso reforça ainda mais a importância das marcas investirem em ter maior visibilidade nas buscas, seja através de anúncios patrocinados seja nos resultados orgânicos com a otimização do site.

Ou seja, além da internet ser uma mídia cada vez mais usada por consumidores de todas classes e idades, o que já transferiu a importância da publicidade nos outros veículos para a web, a mudança no comportamento dos usuários exige que um anúncio offline seja complementado na internet.

publicidade digital

Essa mudança faz com que as empresas direcionem, cada vez mais, seu planejamento de marketing ao meio digital.

Atualmente, todo mundo é um pouco web designer, social media ou profissional de SEO e se dedique ao marketing digital do seu negócio e forma caseira. No caso dos links patrocinados, os anunciantes podem ainda contar com a equipe de suporte do Google Adwords para configurar campanhas gratuitamente. Mas, mesmo assim, pode ser temerário confiar sua campanha no Google Adwords 100% à equipe do Google, pois eles nem sempre criam a campanha levando em conta a realidade do anunciante e definitivamente não fazem o acompanhamento de resultados e gestão dos anúncios.

Quanto ao SEO também existe uma ideia de que para otimizar um site basta configurar meta tags e criar conteúdos/textos relevantes cheios de palavras-chave. E assim temos mais uma leva de “analistas de SEO” sem preparo otimizando sites de forma incompleta.

O que acontece então que a minha campanha de links patrocinados no Google e no Facebook não deu certo?

Vemos a toda hora campanhas de anúncios no Google Adwords apenas consumindo o orçamento e gerando cliques sem conversões. Ou pior ainda, sites que não conseguem alcançar boas posições na busca orgânica como forma de atrair visitantes qualificados sem precisar pagar sempre por isso.

Publicidade Google Adwords e Facebook Ads

Depender do suporte das plataformas de publicidade do Google Adwords ou do Facebook Ads  não vai fazer com que a sua campanha seja um sucesso.

Quantos cases de sucesso você já ouviu falar de empresas que investiram no Google usando a equipe de suporte? No início até pode funcionar, mas para fazer com que uma campanha de links patrocinados fique redondinha, é preciso muito estudo, acompanhamento, análise e mensuração de resultados.

O mesmo ocorre nas mídias sociais.

Como todos usam, existe a ideia de que todo mundo sabe tudo de marketing nas mídias sociais. E dá-lhe posts focados apenas em produto, sem um conteúdo de valor para o fã, ou então com imagens com formato inadequado. Depois não sei o que é pior: aquele post que não recebe um centavo de impulsionamento e tem lá 3 curtidas, ou então aquele que recebeu um aporte de 200 reais para receber apenas curtidas que, se fosse possível medir o tempo gasto, uma grande parte delas teria levado não mais do que 2 segundos. Outro dia, sem querer, fizemos um teste. Por erro do estagiário, é claro, publicamos um post com um texto incompleto/provisório numa fanpage. O texto não tinha nada a ver com a imagem e não estava nem um pouco atraente. Apesar do post ter ficado no ar durante menos de uma hora, recebeu algumas dezenas de curtidas e, incrível, nenhum comentário negativo sobre o texto errado.

Quanto ao SEO nem se fala.

O que vemos de “empresas” e “profissionais” oferecendo otimização de site sem conhecimento adequado… E o pior: cobrando. Quando você vai analisar as ténicas de SEO implementadas, é fácil compreender porque o site não aparece bem posicionado na busca.

Tudo isso reforça a importância das empresas contarem com agências de publicidade especializadas em marketing, programação, comunicação e que compreendam também o comportamento dos consumidores, tanto de compra quanto de relacionamento com a marca.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *