U-commerce celebra o casamento do marketing com a TI


03/09/2003

Nos próximos anos, haverá uma grande demanda pelo comércio multi-facetado, em que as transações serão feitas por todos os meios, de qualquer lugar, mas com serviços personalizados. “Esse objetivo será alcançado pelo U-commerce, termo em que a letra ´u´ representa ubiqüidade, universalidade, unicidade e uníssono”, defende o PhD Richard Watson, professor de estratégia de internet do Terry College of Management (Universidade da Geórgia, EUA), presidente da Association for Information Systems e um dos pioneiros em estudos de comércio eletrônico.

O especialista, que veio ao Brasil a convite do curso MBA da FIA (Fundação Instituto de Administração da FEA/USP), explicou a INFORMATIONWEEK Brasil um pouco mais sobre essa novidade, considerada a evolução natural do comércio eletrônico, o próximo estágio dos negócios. “Não significando, porém, que as outras formas de comércio serão abandonadas, como e-commerce e o comércio tradicional, em que as pessoas visitam fisicamente as lojas”, ressalta.

Com o U-commerce, aparelhos de celular, notebooks e PDAs terão funções semelhantes e todos conversarão entre si. A tecnologia por trás disso tudo se baseia em redes, como internet e as que utilizam padrão Wi-Fi e Bluetooth. Watson observa que o conceito já tem sido adotado por algumas empresas e que tende a ganhar mais força daqui a uns dois ou três anos. (segue)

Rachel Rubin

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.