Portal promove e comercializa música latina


02/12/2005

Parece mesmo que a integração latino-americana está chegando. No plano musical ela já é uma realidade (ainda que virtual) desde o lançamento, no final de novembro, do novo portal do grupo Voy, que tem escritórios espalhados por cidades como Nova York, Los Angeles, Miami e Buenos Aires, mas já prepara a instalação de unidades em todos os países da América Latina até o final de 2006.

O site Voy Music (www.voymusic.com), que já está disponível na rede, é a primeira plataforma mundial dedicada à pesquisa, promoção e comercialização de música latina. “Estamos democratizando o mercado”, diz o presidente da Voy, Fernando Espuelas. Segundo ele, o site chega num momento em que a indústria da música está passando por transformações radicais. “O consumidor mudou; já não aceita que lhe digam o que ouvir, que a indústria o empurre qualquer coisa. O consumidor, hoje, quer descobrir por si só o que mais lhe agrada”, afirma.

Completo e fácil de navegar – ainda que o idioma oficial seja o inglês e falte, curiosamente, uma opção de leitura em língua espanhola -, o site tem como seu principal serviço o acesso a 23 rádios temáticas, com programação ininterrupta, dedicadas aos principais ritmos da música latina: da cumbia cubana ao tango argentino, passando pela bossa nova brasileira e pelo folclore mexicano.

Buscando pelo nome dos artistas, temos acesso a álbuns históricos de Violeta Parra ou a trabalhos recém-lançados de cantores da moda, como Jorge Drexler; vamos da discografia completa de Compay Segundo aos discos que João Gilberto e Stan Getz gravaram nos anos 60. Podemos, sobretudo, ouvir direto da fonte compositores geniais – como Silvio Rodriguez e Pablo Milanés – que não tocam nas rádios brasileiras de jeito nenhum. E tudo isso grátis – com exceção dos CDs e downloads de música legal vendidos na loja on-line do Voy Music.

A experiência, pretende Espuelas, irá alçar ainda mais o espaço ocupado pela música latina. “O mercado de música latina é o de mais rápido crescimento no mundo e as vendas de música gravada alcançam a cifra de 2 milhões de dólares anuais”, informa.

Bruno Ribeiro / Agência Anhangüera

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *