Opera 8 é simples e rápido


27/04/2005

A corrida dos navegadores web ganha um outro competidor de peso. A empresa norueguesa Opera lançou a versão 8 de seu browser, corrigindo erros do passado e mantendo as qualidades que a fizeram conhecida no mercado. O avanço do navegador de código aberto Firefox havia eclipsado o Opera, desde 1996 no mercado. Seus programas são conhecidos como leves e mais rápidos no desenho das páginas. Na última versão, a empresa decidiu povoar a interface com ícones, demonstrando todos os serviços agregados que dispunha – e-mail, leitor de RSS e chat. O resultado foi uma debandada dos usuários, assustados com tantas opções.

Ao abrir a versão 8, lançada na semana passada, fica clara a mudança de estratégia da empresa. A interface padrão conta com apenas uma barra de ferramentas, que abriga os ícones básicos do navegador, o espaço para a entrada do endereço e outro para buscas na internet.

A Opera afirma que todas as ferramentas das edições anteriores continuam presentes, mas escondidas – uma crítica ao Firefox, que exige o download de extensões para agregar opções ao navegador.

A segurança também foi melhorada. O programa agora conta com uma função para a navegação em páginas com algum tipo de encriptação. Ao entrar nelas, um novo item surge na interface, ao lado do nome da página. Ao clicar no cadeado, o Opera exibe informações sobre o nível de segurança da homepage, determinando sua qualidade em uma escala de 1 a 3.

A novidade oferece proteção extra contra a phishing, técnica usada por hackers maliciosos para simular sites de bancos ou compras, convencendo os internautas a digitarem dados pessoais, senhas e números de contas ou cartões de crédito. – Se o certificado de segurança mostra um nome totalmente diferente do endereço da página, é motivo para suspeitar. Nenhum outro navegador tem essa função – diz von Tetzchner.

O bloqueador de pop-ups, comum em todos os navegadores, recebeu um upgrade valioso na nova versão. Ele conta com uma lixeira que guarda as janelas bloqueadas para visualização posterior. O usuário pode não precisar ver a publicidade incômoda, mas o depósito também conserva todas as janelas fechadas ativamente pelo internauta.

– A segurança é importante porque é o que levará as pessoas a migrarem para o Opera. As outras funções as farão permanecer conosco – disse o presidente e co-fundador da empresa, Jon von Tetzchner. O Opera 8 também inclui tecnologia para ler o texto de homepages por uma voz gerada pelo computador. O navegador tem apenas 1% do mercado americano e deseja, com a nova versão, chegar a 7%. Seu concorrente direto, Firefox, tem 10% da preferência dos usuários. (segue)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.