Lula defende liberdade de expressão na internet

15/10/2008

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez na manhã desta sexta-feira uma defesa intransigente da liberdade de expressão na internet. Em resposta a uma pergunta do iG sobre as restrições impostas pelo TSE à livre circulação de informações na Internet durante o período eleitoral,  Lula respondeu: “Negar a informação, ou proibir as pessoas de fazerem a propaganda que quiserem fazer de seus candidatos, é negar um direito de expressão que é tão legítimo quanto qualquer outra que possa passar na internet.”

Sem citar nominalmente na resposta a decisão do TSE, Lula foi, no entanto, claro na sua discordância. “Nós achamos que precisamos cuidar da melhor maneira possível para que os meios de comunicação, inclusive a internet, funcionem da forma mais aberta possível e com a maior responsabilidade possível.”

O presidente falou do seu encanto com a internet e de como ela “envelhece” os outros meios de comunicação. “Ninguém tinha a noção que um jornal televisivo que vai ao ar todo dia já fica velho na hora que vai ao porque a gente já sabe da notícia via internet. Tentar coibir um espaço em que a gente recebe noticia em tempo real… Eu brinco sempre que quando faço um discurso, quando chego na minha mesa, já está tudo lá. Goste ou não goste, está lá o que vocês publicaram. É extraordinário.”

Lula defendeu restrições à difusão de imagens de pedofilia e outras do gênero. Mas deixou claro que diferencia esse tipo de regra das restrições do TSE: “Do ponto de vista da comunicação, da liberdade de expressão, nós temos que agradecer a existência da internet porque ela deixou tudo o mais antigo e ultrapassado.”

E ainda provocou os empresários da mídia: “Essa é uma revolução que eu ainda não sei se os donos dos veículos de comunicação já começaram a estudar carinhosamente o que vai acontecer quando mais brasileiros tiverem computadores e acesso à internet.”

O presidente encerrou sua resposta ao iG fazendo, mais uma vez, uma distinção entre a necessidade de coibir a divulgação de fotos de crianças da discussão de idéias:  “Precisamos tomar cuidado. É preciso estabelecer uma regra que não coloque em risco a sociedade, caso da pedofilia (os provedores, inclusive, tem responsabilidade de não permitir que isso aconteça), mas em se tratando de debate político, cultural, econômico, viva a internet!.”

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.