Google liberará Orkut com OpenSocial para brasileiros em fevereiro

28/11/2007

A nova versão do Orkut integrada à plataforma OpenSocial, que permitirá que usuários adicionem aplicativos ao seu perfil, deverá chegar ao usuário brasileiro até fevereiro de 2008.

Diferentes fontes próximas ao assunto afirmaram ao IDG Now! que o buscador deverá tornar público para todos os usuários a integração do OpenSocial com a rede social, atualmente fechada para desenvolvedores dentro do projeto SandBox, no começo de fevereiro.

O Orkut seria o primeiro serviço do Google compatível com a plataforma OpenSocial, apresentada pelo buscador no começo de novembro como uma resposta ao explosivo crescimento do rival Facebook, que deverá também chegar a seis outras redes sociais, incluindo o MySpace, da News Corp.

Atualmente, um número não revelado de desenvolvedores escolhidos pelo Google têm acesso ao SandBox, programa fechado onde aplicativos criados são testados dentro da rede social.

O período fechado de testes parte da maturidade que o Google quer dar ao sistema de aplicativos dentro da rede social antes da sua liberação para o grande público, segundo as fontes.

Com a introdução pública do OpenSocial, usuários poderão incluir widgets em seus perfis que ampliarão o escopo do Orkut além das atuais comunidades de interesse, no mesmo modelo popularizado pelo Facebook a partir de agosto de 2006.

Até o momento, o diretório público de aplicativos já criados para o OpenSocial conta com dezenas de widgets que misturarão serviços como Last.FM, Twitter, Flickr e comunicadores instantâneos à rede social.

O OpenSocial propõe um padrão único para que desenvolvedores e programadores criem aplicativos únicos que rodem nas sete diferentes redes sociais parcerias do Google no empreendimento – MySpace, LinkedIn, Ning, Hi5, Plaxo, e Friendster, além do Orkut.

Procurado para comentar a questão, o Google Brasil resolveu não se pronunciar.

Por Guilherme Felitti, repórter do IDG Now!

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.