E-commerce deve crescer 45% em 2007

31/01/2007

O comércio eletrônico deve aquecer as vendas do varejo em 2007. De acordo com a empresa de pesquisa e marketing on-line E-bit, em 2006 o setor teve um crescimento de aproximadamente 76%, totalizando um faturamento de aproximadamente R$ 4,4 bilhões de reais. Para este ano as perspectivas são de que as compras online aumentem 45%, atingindo a marca de 6,4 bilhões de reais. As vendas no varejo eletrônico também estão impulsionando o segmento de courier privado, caso da Direct Express. A empresa fechou 2006 com a realização de cinco milhões de entregas e faturamento de R$ 40 milhões de reais.

“Depois de uma década o comércio eletrônico começa a atingir a maturidade, e com ele a logística de entregas expressas. Com isso, os sites brasileiros têm condições de oferecer qualidade de atendimento equiparável às melhores do mundo”, destaca o diretor da Direct, Luiz Henrique Nascimento.

A exemplo do mercado de comércio eletrônico, a meta da Direct para 2007 é crescer de forma substancial, aumentando o faturamento em 50% e atingindo 7,5 milhões de entregas. Na a avaliação de Luiz Henrique, o fator que deve acelerar o crescimento do setor será a popularização do uso do computador e da banda larga, principalmente nas classes econômicas de menor poder aquisitivo. Segundo a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara-e. Net) as compras on-line por internautas com renda inferior R$ 1 mil deve crescer 40% nos próximos cinco anos. As categorias que devem movimentar as vendas continuam a ser os eletroeletrônicos, com destaque para os computadores, notebooks, câmeras digitais, DVD’s, TVs de plasma e LCD e monitores.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.