Anunciar no Google Adwords ou Facebook Ads? Aprenda quando usar cada um

Tanto o Google Adwords quanto o Facebook Ads são boas plataformas de anúncios. Entretanto, elas devem ser usadas de formas diferentes.

A publicidade na internet atingiu a maioridade. Depois de lutar durante muito tempo com outros formatos de mídia, o meio digital já supera os principais veículos de comunicação. A mídia tradicional como rádio, TV, revista, jornal e outros espaços vêm, ano após ano, perdendo espaço para a publicidade online.

Nesse enorme universo online, como escolher a melhor alternativa de publicidade? Onde anunciar para atingir o público-alvo e atraí-lo para sua marca?

90% dos US$ 75 bilhões que o Google faturou em 2015 vieram de uma de suas soluções de anúncios, o Google Adwords.

Sua importância é tremenda: estima-se que, a cada US$ 3 dólares investidos em propaganda na rede, US$ 1 seja na empresa. É indiscutível que trata-se de uma sólida plataforma de anúncios.

Entretanto, há outra que vem conquistando cada vez mais espaço e adeptos: o Facebook Ads.

Ao contrário do Google onde é possível um site aparecer na busca orgânica e ter uma boa audiência, através do SEO, no Facebook a empresa que não investir, terá sua campanha de marketing em redes sociais destinada ao fracasso. Isso porque a rede social configura seus algoritmos para que as publicações de fanpages sejam vistas apenas por uma pequena parte de seus fãs. Isso mesmo, segundo estimativas de profissionais da área, menos de 2% dos seguidores conseguem acessar os posts da sua marca predileta organicamente. Por isso, a maior rede social do mundo também é uma gigantesca plataforma de anúncios. Quase metade da internet está presente nela. Como praticamente todos os usuários entregam voluntariamente seus dados ao preencher seus perfis, há um imenso poder de segmentação.

Com a disputa entre Facebook Ads e Google Adwords, é comum que aquele anunciante dá os primeiros passos no mundo do marketing digital se confunda e não saiba em qual investir. A resposta é: em ambos! Você só tem que saber qual performa melhor para cada tipo de anúncio.

publicidade no google adwords

O que é e como funciona o Google Adwords?

Propriedade da empresa homônima, o Google Adwords é uma ferramenta de Search  Engine Marketing – que é mais conhecido por sua sigla, SEM.

Quando você faz uma busca no Google, verá que há alguns resultados no início e no fim da página que são indicados como patrocinados. É o Adwords em ação! Basicamente, você otimiza anúncios de texto para uma palavra-chave específica, de modo semelhante à maneira como se otimiza um texto para SEO. Assim, ele aparece nos resultados das buscas.

O Google Adwords funciona como um sistema de leilão: quanto mais alto o lance e melhor a otimização do anúncio, mais chances de aparecer. A cobrança é por clique ou CPC (custo por clique), no linguajar do marketing.

Além da propaganda nos resultados de busca do Google, a ferramenta disponibiliza também a possibilidade do anunciante ampliar esse alcance veiculando propaganda em uma rede bem grande de sites parceiros, chamada de Rede Display e composta por milhões de sites que são parceiros do Google além de outros sites da própria empresa, como o Youtube, o Blogger e o Gmail. Para entender o tamanho do alcance da Rede Display, mais de 80% dos internautas do mundo inteiro utilizam sites da rede display do Google. Nesses sites, além do formato texto o anunciante pode veicular também imagens e vídeos.

publicidade no facebook ads

O que é e como funciona o Facebook Ads?

O Facebook Ads admite vários formatos de anúncios, que são exibidos tanto no próprio Facebook quanto em sites parceiros, a Audience Network.

Sua principal diferença frente ao Adwords é que ela permite que o anunciante escolha entre mais modelos e otimizações de anúncios, incluindo fotos e vídeos para torná-los mais persuasivos. Lembre que no Google, apenas anúncios de texto são permitidos.

Por exemplo: É possível que eles apareçam embutidos na linha do tempo do usuário e sejam otimizados para aparecer para o maior número de pessoas possível, com a cobrança sendo feita a cada 1000 visualizações. Ou, então, é possível criar um anúncio na barra lateral direita, otimizado para conversão, com cobrança por clique. Você decide!

Além disso, a otimização não é feita por palavras-chave, mas por dados geográficos, demográficos, interesses e conexões a páginas da rede – informações proporcionadas pelos usuários.

Vantagens do Google Adwords

Por ser um mecanismo de busca paga, os links patrocinados do Google Adwords só aparecem para pessoas que sabem o que estão procurando. Por exemplo: se você vende flores, decoração, comida ou qualquer outro produto, apenas pessoas que digitarem palavras-chave correlatas aos seus produtos verão os anúncios. Mesmo sem a possibilidade de segmentar público (o que é viável no Facebook Ads) as campanhas no Google tem um poder de segmentação maior ainda, porque os anúncios só aparecem para quem está buscando pelo produto.

Deste modo, é uma plataforma que funciona melhor para as etapas do meio e do fundo do funil de marketing, quando as pessoas estão escolhendo a melhor solução para seus problemas e qual é o melhor fornecedor, respectivamente.

E quando o Facebook Ads se sai melhor?

Devido às características do Facebook Ads, é possível que seus anúncios atinjam pessoas que nunca demonstraram interesse por seu produto, mas que têm grandes chances de fazê-lo. Tudo graças ao recurso lookalike audiences, que você pode usar para traçar perfis semelhantes aos de seus melhores clientes de maneira automática. Dessa forma, uma campanha no Facebook Ads tem a capacidade de gerar necessidade em usuários que nem estavam propriamente pensando em adquirir determinado produto ou serviço.

Por esta razão, é uma excelente ferramenta para o topo do funil de marketing, que é a etapa da descoberta, quando muitas pessoas nem sequer sabem que têm um problema ou necessidade.

Além disso, a utilização de pixels permite que o Facebook saiba quando uma pessoa visita seu site e compra alguma coisa, permitindo direcionar os anúncios a este público. Trata-se de uma poderosa ferramenta de remarketing, muito usada em campanhas para lojas virtuais. O mesmo mecanismo entra em ação em caso de abandono de carrinho.anunciar no facebook ads ou google adwords

Conclusão: Anunciar no Facebook Ads ou Google Adwords? Nos dois!

Nenhum profissional de marketing competente vai te dizer, taxativamente, para abandonar uma ou outra plataforma de anúncios. O segredo para atingir os melhores resultados é usar o melhor de cada uma!

Para públicos de meio e fundo de funil, você pode usar ambos. Entretanto, o Google Adwords pode ser mais confiável, já que a pessoa que te encontra por lá procurou ativamente pelo produto ou serviço que você oferece.

O Facebook Ads também funciona bem para anúncios de conversão, mas, para isto, é importante que você use o Pixel para montar o funil de marketing.

Ao contrário do Google Adwords, ele é excelente para anúncios de fase de descoberta. Além disso, graças à possibilidade de usar multimídia, ele é excelente caso seu produto tenha um apelo visual importante.

Acompanhe em nosso blog muito mais notícias sobre ações marketing de marketing digital, SEO, campanhas no Google Adwords e Facebook Ads.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.