A vez do pequeno na Internet

27/01/2008

Há alguns dias, ouvi de um grande empreendedor a seguinte frase: “Uma das maravilhas da Internet é possibilitar que pessoas comuns, mesmo com poucos recursos, possam se tornar empresários”. Concordo totalmente com a afirmação. Em meu trabalho de professor e palestrante de e-commerce tive oportunidade de conhecer inúmeros casos de pessoas com pouco ou nenhum recurso que montaram projetos interessantes na Internet e tornaram-se bem-sucedidas. É claro que o mérito maior é o desses empreendedores que acreditaram em seu projeto e venceram inúmeras dificuldades para consolidar o seu negócio. Mas será que o resultado teria sido o mesmo para todos eles se não houvesse essa nova oportunidade comercial propiciada pelo e-commerce? Creio que não, pois as barreiras para se estabelecer no comércio tradicional sempre foram enormes no Brasil. Dentre as inúmeras vantagens trazidas pela Internet, dois fatores facilitadores se destacam:

Um empreendimento na Internet demanda um investimento menor
Quanto é necessário para a montagem de uma loja tradicional em um shopping? É difícil pensar em algo abaixo de 200 mil reais. Por outro lado, pode-se implantar uma boa loja virtual na Internet por algo ao redor de 5 mil reais. Quanto representa o custo de hospedagem e manutenção de uma loja virtual em relação ao aluguel e de uma loja num shopping center? Gasta-se aproximadamente de 150 a 400 reais por mês com a loja virtual contra 5 mil a 15 mil reais mensais em uma loja tradicional relativamente simples. Isso sem contar as luvas pela utilização do ponto que muitas vezes ultrapassam os 3 mil reais o m2, e acabam onerando boa parte de todo o orçamento, assim como a cobrança de aluguel variável em relação ao faturamento da loja, o projeto arquitetônico, a mobília, os gastos com funcionários, dentre outros. Portanto, sem dúvida alguma, o desembolso de recursos é sensivelmente menor para os negócios desenvolvidos na Internet, pelo menos no que se refere ao investimento e ao custo operacional, o que é extremamente relevante para um empreendedor que normalmente dispõe de poucos recursos.

A novidade da Internet iguala as oportunidades
O conhecimento relacionado a esse novo ambiente de negócios, o chamado “know-how”, ainda não está plenamente difundido. Na verdade, empresários, pesquisadores e estudiosos do e-commerce ainda estão buscando conhecimento e aprendendo com os erros e acertos ao longo do caminho. Tudo isso funciona como uma espécie de nivelador e diminui a distância entre quem já está no jogo há mais tempo e quem está entrando agora, o que é positivo para o novo empreendedor da Internet. Outro aspecto decorrente da novidade da área é o fato de que ainda existem muitos nichos de mercado interessantes para serem explorados. Pequenos segmentos que eventualmente não interessaram às grandes empresas, ou passaram despercebidos, ou que ainda não estão totalmente maduros, podem representar uma excelente oportunidade de negócios para um empreendedor com visão e mente aberta. O maior varejista da Internet brasileira vende centenas de milhares de itens diferentes, e ele precisa fazer isso para atender ao seu gigantesco poder de mercado. Um pequeno lojista, por sua vez, pode se dar ao luxo de vender apenas uma linha de produtos e até mesmo conseguir um índice de lucratividade maior do que o obtido pelos grandes, em decorrência de sua expertise e do foco em produtos e público específico. A conclusão é que o e-commerce representa uma opção extremamente interessante para muitos empreendedores que até pouco tempo não conseguiam viabilizar um empreendimento sustentável no mercado tradicional.

Dailton Felipini. é Mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas e professor de Comércio Eletrônico  na Universidade Mackenzie. É editor dos  sites: www.e-commerce.org.br  e   www.abc-commerce.com.br  e autor de cinco eBooks  sobre Comércio Eletrônico.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *