Novo provedor gratuito terá loja eletrônica

(Gazeta Mercantil/Página C6)(Vânia Carvalho – Panorama Setorial ) O Pop, novo provedor de internet grátis lançado esta semana, terá uma loja de e-commerce que passará a operar nas próximas semanas. A loja será a principal fonte de receita do novo provedor. A expectativa é de que as vendas garantam 60% do faturamento e o tráfego e a publicidade, respectivamente, 30% e 10%. A “Popstore” terá logística terceirizada e vai oferecer um mix de produtos semelhante ao de concorrentes como Lojas Americanas e Submarino, focado em vendas de CDs, livros e equipamentos de informática.”Nossas vendas estarão abertas a todo o País”, disse o diretor de marketing do Pop, Roberto Almeida. O provedor oferece na primeira fase de operação acesso a internet em 26 cidades do Sul e Centro-Oeste do país, por meio da infra-estrutura da operadora de telefonia GVT – sócia do provedor com participação de 15%. Almeida afirmou, no entanto, que os outros serviços, como e-mail grátis e compras, já podem ser utilizados.O presidente do Pop, Sérgio Creimer, afirmou que espera o retorno do investimento de R$ 10 milhões em 24 meses. “O Pop não vai entrar no mercado como internet gratuita e depois se transformar em provedor pago. “Temos condições de garantir receita e retorno porque sabemos como ganhar dinheiro com internet”, disse. A Pop também tem como sócios investidores europeus vindos por meio de estruturação financeira feita pelo banco de investimentos Merril Lynch.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *