Internet pode impulsionar imprensa escrita


15/08/2003

A Internet, longe de ser uma ameaça para a imprensa escrita, é uma ferramenta para seu desenvolvimento. A afirmação foi feita ontem, terça-feira, por Jim Chisholm, representante da Associação Mundial de Jornais (WAN) no encerramento do Quarto Congresso Brasileiro de Jornais e Segundo Fórum de Editores, realizado em São Paulo.

Chisholm, que dirige um programa da WAN sobre os jornais do futuro, afirmou que a imprensa escrita deve se preocupar em colocar mais informações na Internet, sem medo de perder com isso a tiragem de suas edições impressas. “A idéia de que um site prejudica a tiragem é uma bobagem. O desafio dos jornais está em adaptar-se à vida moderna”, disse Chisholm numa palestra sobre as possibilidades de diversificação e crescimento dos jornais.

Segundo Chisholm, um jornal com visão de futuro deve ter uma página na internet, um serviço de informação acessível a partir de telefones celulares e uma seção virtual de classificados, porque cada vez é maior a procura por esses serviços.

De acordo com ele, alguns estudos demonstraram que enquanto o número de classificados na imprensa escrita diminui entre 2 e 6% por ano, na Internet cresce a um ritmo de 30%. (segue)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.