Histórias de pequenas empresas que alavancaram seus negócios através da internet

01/11/2008

Há alguns anos um dos principais atrativos para chamar a atenção dos consumidores se restringia basicamente a uma vitrine chamativa em frente ao ponto comercial. No entanto, o crescimento do número de pessoas com acesso a internet bateu todos os recordes mundiais, chegando a incrível marca de 40 milhões de internautas brasileiros. E com o avanço das ferramentas de comunicação, o relacionamento entre consumidor e empresas ganhou mais uma interatividade e amplo alcance geográfico.

De São José para o mundo
Casos de pequenas e micro empresas que usaram a internet como ferramenta para o crescimento e tiveram sucesso não são raros, tais como a empresa Corrêa Voz Locuções On-line, de Júnior Corrêa, que trabalha com locuções para rádio, televisão, áudio visual e jingles. Hoje mais de 200 clientes por todo país usam a locução de Júnior em suas edições.

"Comecei trabalhando em casa mesmo, troquei a TV e a produtora de vídeo para arriscar em algo novo: trabalhar via internet. A coisa deu tão certo que hoje tenho clientes espalhados por todos os cantos do país", orgulha-se Júnior. "No começo tinha apenas um contato em Ponta Grossa, mas, aos poucos, o pessoal foi indicando minha empresa. Meus principais clientes são agências, produtoras de áudio e vídeo e inúmeros outros. Fazemos uma média de 200 locuções por mês".

Num piscar de olhos
Júnior conta que a internet trouxe uma velocidade incrível para seu negócio e cita um exemplo. "Lá em Cuiabá (MT) a agência de publicidade me manda um texto via MSN, eu baixo e gravo com a minha voz. Em menos de 15 minutos eles já estão com o texto da edição pronto, já montando o material. E isso funciona com todos os meus clientes, incluindo o Governo dos estados do Amazonas, Rio de Janeiro…", afirma.

Ouvido em mais de 20 países
A empresa é de São José – SC, na Grande Florianópolis. No ano passado ele mandou uma locução para uma agência de São Paulo, que por sua vez a enviou para a Globo Internacional. "Esse material era para um spot de uma churrascaria de Boston – Massachusetts (EUA). Essa gravação ficou veiculando por dois meses, isso quer dizer que minha voz, através da internet, foi ouvida em mais de 20 países", conta.

Campanha de Reichembach
A Corrêa Locuções On-line tem clientes em várias cidades do país, em Francisco Beltrão diversas empresas como a Naja Produtora de Áudio, Ádamo Publicidade, Maqgil e Raffer utilizam suas locuções. "Além disso, fizemos o material da campanha para prefeito de Reichembach, jingles da Expobel e Expopato… e tudo isso via internet, que traz uma agilidade incrível no meu trabalho". 

100% beltronense
Outra empresa que utiliza a internet como ferramenta para o crescimento é a Agecel, criada há pouco mais de 1 ano e hoje já conta com 26 franquias espalhadas por todo país. "A empresa é 100% beltronense, ou seja, foi desenvolvida em Francisco Beltrão. Ela começou com a lista telefônica impressa, com o empresário Leonir de Campos, que uniu essa tecnologia com a tecnologia do celular e passou a oferecer a lista telefônica comercial pelo celular", explica o gerente de marketing da empresa, Fernando Matsui. "A gente anda de braços dados com a tecnologia, e um dos carros-fortes do nosso sistema é através da internet. Temos o site que explica o que é a Agecel, como ela surgiu, dentre vários outros tópicos".

Lucas Carniel

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.