Hacker brasileiro é condenado por invadir sites de bancos


06/01/2004

Em uma ação inédita no País, o cracker Guilherme Amorim de Oliveira Alves, 19 anos, é condenado a seis anos, cinco meses e quatro dias de prisão por ter cometido crime contra o sistema financeiro nacional, formação de quadrilha e estelionato. O estudante invadiu contas de correntistas do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Itaú.A sentença foi anunciada pela juíza da 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande (MS), Janete Lima Miguel Cabral. De acordo com o jornal Correio do Estado, do Mato Grosso do Sul, Alves ainda pode ser punido pelos mesmo delitos que já foram julgados, por existem mais dois processos em andamento.

Em junho de 2002, o jovem foi preso pela primeira vez, sob suspeita de ter aplicado um golpe de US$ 12 mil em um banco nacional. Guilherme Alves estava com um notebook contendo dados de 3,5 mil clientes norte-americanos dos cartões de crédito Mastercard e American Express.

Em fevereiro de 2003, o hacker foi detido em Petrópolis (RJ) sob a acusação de clonar sites de instituições bancárias do Brasil e do exterior, além de aplicar golpes em correntistas pela Web. O Correio do Estado acrescenta que nos próximos dias o jovem pode ficar em regime semi-aberto, uma vez que nunca fora condenado anteriormente.

Correio do Estado/MS

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.