Filtros anti-spam podem reduzir eficácia de e-zines No ratings yet.


18/11

USA – Uma pesquisa realizada semana passada pelo enewsletter EmailSherpa revelou que alguns filtros anti-spam que analisam conteúdo das mensagens recebidas podem estar sendo responsáveis pelo não recebimento de mensagens desejadas por assinantes.

Segundo Anne Holland, editora da newsletter semanal, vários assinantes vinham reclamando o não recebimento de suas edições. Desconfiada do possível motivo, ela enviou três mensagens simultâneas aos assinantes que se prontificaram a participar da pesquisa. A primeira mensagem continha 10 palavras que corriam o risco de serem filtradas, tais como: unsubscribe, spam, list, etc. A segunda, continha as mesmas palavras, com erros tipográficos deliberadamente colocados entre as letras das palavras, ou seja, havia un^subscribe, sp^am, lis^ts, etc. E, finalmente, a terceira não continha as palavras.

Segundo a própria Anne, apenas 4% das mensagens não foram recebidas. Como outros motivos podem também ter afetado o recebimento das mensagens, ela mesma se apressa em dizer que o teste pode ter apresentado falhas.

Mais de 95% dos destinatários receberam suas mensagens, com apenas 1% deixando de receber uma delas e outros 1% deixando de receber duas, o que a levou a concluir que apenas cerca de 1 ou 2% utilizam filtros de palavras-chave. Como ela também concluiu que quem não respondeu também pode não ter recebido nenhuma das mensagens, o percentual de mensagens filtradas pode ser um pouco mais elevado.

Debbie Weil, editora do WordBiz Report, outra newsletter, realizou um teste semelhante quando observou que o clickthrough de seu informativo do dia 6 de novembro estava abaixo da média.

Através de uma enquete simples, via email, ela chegou a conclusões muito próximas, com 1,36% dos respondentes dizendo não ter recebido suas edições.

A preocupação é que, no marketing direto, percentuais de 1 ou 2% podem ser significativos, particularmente no caso específico de assinantes opt-in para o recebimento de newsletters que os próprios destinatários consideram relevantes.

Poucos usuários da internet e de programas de email sabem da possibilidade de filtrar palavras-chave. Com a maior popularização da rede e a maior familiaridade com os recursos dos computadores, as taxas de emails e newsletters filtrados devem subir. É preciso que os profissionais de marketing direto fiquem atentos a essa nova variável no cenário das ciber mensagens.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *