Empresas adotam e-learning para melhorar desempenho de funcionários


10/04/2003

O desenvolvimento profissional – fator decisivo para manter o emprego e disputar cargos mais altos – tem-se revelado cada vez mais da responsabilidade do próprio funcionário. Por outro lado, as empresas estão mais conscientes da importância de aumentar as competências dos seus colaboradores – o que acaba revertendo em alta performance e aumentando seu patrimônio.

“O maior patrimônio de uma empresa é o seu conhecimento. Cada vez que um funcionário adquire know-how e entusiasma-se por aperfeiçoar sempre mais suas competências e a transmiti-las a seu grupo de trabalho, multiplica-se também o potencial da empresa”, avalia o especialista Marcelo Fernandes – sócio-diretor da Mentor Tecnologia, empresa líder de mercado em e-Learning corporativo.

“Integrando e-Learning com aulas presenciais, os treinandos (muitas vezes altos executivos em empresas) sentem-se mais motivados e obtêm resultados excelentes”, afirma Fernandes. “É possível maximizar os estudos via web e ainda – o que é muito importante nos dias de hoje – garantir ao aluno o direito de estudar quando e onde quiser e puder”, conclui.

Os cursos de catálogo da Mentor Tecnologia apostam nesse mix de aprendizado. São cursos que – ao contrário daqueles desenvolvidos sob medida para atender determinadas necessidades das empresas – abrangem temas gerais de necessidade da maioria das corporações, como liderança, negociação, desenvolvimento pessoal, trabalho em equipe, gestão do tempo e plano de trabalho. “São onze títulos ao todo, desenvolvidos em conjunto com os maiores especialistas em cada tema”, diz Marcelo Fernandes – confidenciando já ter negociado com grandes empresas, como Bradesco, Kodak, Grupo Votorantin, Grupo Algar, ABN Real, Lojas Renner, Tele Centro-Oeste e Universidade Martins do Varejo, entre outras.

“O principal benefício que o ensino à distância garante ao processo educacional é estender o conhecimento a todas as comunidades envolvidas – o que seria praticamente impossível nos modelos tradicionais de educação, afirma Marly Martins, gerente da Universidade Martins do Varejo. “Atualmente, utilizamos a infra-estrutura dos centros de treinamento instalados em mais de trinta localidades no país para criar grades curriculares adequadas ao perfil dos usuários”, conclui. A Universidade Martins do Varejo foi criada para desenvolver tecnologias, ferramentas e conceitos voltados para o pequeno e médio varejista, criando nova cultura e modernizando o sistema.

Fontes: Marcelo Fernandes, sócio-diretor da Mentor Tecnologia e Marli Martins, gerente da Universidade Martins do Varejo

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *