Celulares querem disputar acesso à internet No ratings yet.

10/07/2007

O crescimento da venda de notebooks (computadores portáteis) levou as operadoras de telefonia celular a apostarem no mercado residencial de acesso à internet. ?Podemos substituir o acesso discado?, disse Denis Ferreira, gerente de Marketing da TIM, que lançou ontem pacotes de dados.

O serviço – onde se conecta o computador à rede de telefonia móvel – já é comum para empresas, mas as operadoras vinham trabalhando pouco o cliente final. No primeiro trimestre deste ano, foram vendidos 252 mil notebooks no Brasil, um crescimento de 130% sobre o mesmo período de 2006, segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) e a IT Data. No ano passado, os portáteis representaram 8,2% dos PCs vendidos. A expectativa da indústria é que cheguem a 15% este ano.

O acesso à rede mundial via celular é feito por uma placa para notebook ou por um minimodem USB, equipamento que se parece com um chaveiro e pode ser ligado tanto a um computador portátil quanto um de mesa. Ontem, a TIM lançou planos que dão de graça o modem para o usuário. Um deles, chamado TIM Mais Completo, que inclui acesso à internet e telefonia por R$ 99, no preço promocional dos primeiros seis meses.

A percepção do consumidor hoje é de que o acesso à internet via celular é um serviço caro. As operadoras querem mudar isso. A TIM reduziu de R$ 149 para R$ 69 o pacote que permite ao cliente baixar 1 gigabyte de informação por mês, com preço promocional de R$ 49 por seis meses. O modem, para conectar o computador, é de graça. A Vivo cobra R$ 99,90 por 1 gigabyte e tem um plano ilimitado por R$ 139,90. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *