Aumento do hábito de comprar na web beneficia Submarino


28/04/2005

O presidente da varejista virtual Submarino, Flávio Jansen, avaliou há pouco em teleconferência com analistas que o desempenho da companhia no primeiro trimestre do ano – o primeiro balanço como empresa de capital aberto – foi impulsionado mais pelo crescimento do comércio eletrônico no país do que por qualquer outro fator, apesar do mix de produtos ter contribuído.

Nos três primeiros meses, época tradicionalmente fraca para o varejo tradicional, a companhia teve um incremento de 65% em suas vendas brutas – acima dos 55% projetados para todo o ano em road show a investidores antes da abertura do capital. ” O principal fator foi o crescimento do próprio mercado de comércio eletrônico ” , disse Jansen, lembrando que cerca de 10% do total de internautas do país realiza compras com freqüência, o que sinaliza o potencial ainda a crescer.

No primeiro trimestre, o Submarino teve uma expansão de 56,8% na base de clientes ativos, para 1 milhão de pessoas. Na medida em que ganha escala, a varejista também consegue aumentar suas margens, destacou o executivo. O lucro bruto da empresa, por exemplo, avançou mais que a receita (66,4%), enquanto a geração de caixa (Ebitda) subiu 113%, levando a empresa a uma margem de 11,2% da receita líquida.

” Essa margem foi melhor do que a que tivemos em todo o ano 2004. Isso mostra que estamos conseguindo crescer com aumento da rentabilidade ” , ressaltou o executivo.

O Submarino, entretanto, não conta com redução nas comissões de cartão de crédito nas suas projeções. O diretor de relações com investidores, Martín Escobari, informou que, desde a criação da empresa, em 1999, a comissão já caiu cerca de 40%, mas salientou que ” são negociações bastante difíceis ” .

Por esse motivo, não prevê quando a loja virtual pagará comissões equivalentes às pagas pelas grandes redes de varejo tradicional, que ele acredita sejam cerca de 30% a 50% mais baixas.

A empresa enfrentou aumento nos custos de frete no trimestre, mas conseguiu repassá-los aos consumidores com aumento de preços e, por isso, a despesa não teve impacto no resultado final.

Taís Fuoco – Valor Online

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.