AOL reforma serviço web tornando-o parecido com TV


25/11/2002

Fonte: Media Guardian

O estremecido gigante da web americano AOL está transformando seus serviços para torná-los parecidos aos de uma emissora de TV, oferecendo a seus usuários conteúdos como Harry Potter e Madonna.

Jonathan Miller, empossado como CEO em agosto passado, explicitou seus planos para a empresa numa reunião a portas fechadas com os outros executivos da empresa.

De acordo com fontes americanas, ele afirmou que a empresa vai deixar de dar prioridade aos anunciantes e voltar a oferecer aos seus 25 milhões de assinantes aquilo que eles querem. O projeto é escalonar uma programação, nas linhas da programação de uma emissora de TV, com destaques de programação por dia na semana. Isto significará mais esportes no domingo, assuntos de trabalho e negócios na segunda-feira, novas músicas na terça, ajuda com as lições de casa na quarta e assim por diante.

Ele também pretende dividir a base de assinantes em seis grupos e prover conteúdo focado em seus interesses específicos. Embora a AOL permaneça o maior provedor de internet nos Estados Unidos, ela vem sofrendo com uma queda no crescimento da base de assinantes, uma queda brutal em receitas com anúncios e com a perda da confiança dos investidores desde que a empresa admitiu ter indevidamente inflado suas receitas para cerca de US$200 milhões. Uma investigação por parte das autoridades americanas sobre irregularidades na contabilidade pode trazer à tona ainda mais problemas dos tempos da bilionária fusão com a Time Warner em 2001.

Miller recebeu carta-branca de Richard Parsons, CEO do grupo, para remodelar o serviço de internet na esperança de barrar o declínio da empresa. Outra iniciativa será impedir que usuários abandonem o serviço quando migrarem para o acesso por banda larga. Tendo esta finalidade em mira, Miller pretende tirar melhor proveito do enorme acervo de filmes e artistas do ramo musical para oferecer eventos sob o sistema pay per view.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.