Sites EUA: novo modelo de publicidade online No ratings yet.


26/11/2002

Enquanto os operadores de sites tentam descobrir a fórmula certa para agradar anunciantes e internautas, alguns deles experimentam premiar os visitantes que assistirem a comerciais ou fornecerem dados pessoais.

Depois de uma avalanche de queixas de usuários devido a anúncios pop-up e à baixa eficiência dos banners, grupos de conteúdo online como a Salon.com estão permitindo que os usuários vejam um comercial de quatro telas e duração de 15 segundos, em troca de um “passe diário” gratuito para o conteúdo pago da revista online.

“Estamos tentando descobrir maneiras de oferecer mais acesso ao nosso conteúdo pago e assim os consumidores podem dar uma olhadinha no que temos a oferecer e se tornar assinantes pagos caso gostem. Essa é uma maneira de permitir que os anunciantes conversem com a mesma audiência. É uma espécie de patrocínio de nosso conteúdo pago”, diz Cheryl Lucanegro, vice-presidente de vendas do Salon Media Group.

A Economist.com vem oferecendo a alguns de seus visitantes uma assinatura gratuita por um ano caso forneçam informações pessoais a anunciantes como a Oracle, que vem procurando realizar marketing dirigido em lugar de divulgar a marca de maneira genérica.

“Identificamos uma audiência de usuários registrados que se enquadra no grupo demográfico alvo da Oracle e oferecemos aos seus componentes uma assinatura de nossa edição online apenas, com os cumprimentos da Oracle”, diz Paul Rossi, diretor comercial da Economist.com.

“É uma maneira de usar o site de forma a atender as necessidades do anunciantes e de caminhar um passo além do marketing”.

A Salon começou sua campanha com anúncios da Mercedes-Benz cerca de 10 dias atrás e planeja revelar esforços semelhantes com dois outros anunciantes no mês que vem, diz Lucanegro.

No anúncio da Mercedes para o novo Classe E, os internautas podem interagir com o comercial e ver aspectos diferentes, ou assistir ao comercial de maneira acelerada em menos de 15 segundos. Depois disso, os usuários terão acesso grátis por 12 horas ao conteúdo da Salon e todos os anúncios que virem no período serão da Mercedes.

A tecnologia por trás do novo método de marketing foi criada por uma recente companhia de Los Angeles chamada Ultramercial.

“A Salon estava em uma posição perfeita para fazer (este tipo de comercial) porque eles já têm um modelo de assinantes sendo executado. Nós fizemos apresentações conjuntas e fomos capazes de atrair a Mercedes”, disse Dana Jones, fundadora da Ultramercial. A executiva afirmou que a tecnologia da companhia é mais aplicada para montadoras e companhias cinematográficas.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *