TV ou internet: quem ganha essa briga

02/08/2011

A internet ocupa boa parte do tempo da população do Brasil. Seja por PC, notebook ou aparelhos móveis, o brasileiro é um dos povos mais ‘conectado’ do mundo. E o interesse pela internet é tanto que as pessoas têm optado por assistir programas de TV e vídeos pelo computador e aparelhos móveis, e não mais pela boa e ‘velha’ televisão. Mas será que a internet acabará com a TV?

Acredito que não. Essa dúvida sempre surge quando um novo aparelho chega ao mercado. A televisão chegou ao Brasil em 1950 e todos esperavam que ela acabasse com o rádio. Contudo, o rádio está aí até hoje, de mãos dadas com a TV há mais de 60 anos. Mas é óbvio que assim como o rádio, a TV terá que se adaptar a sua nova condição e vejo que isso já foi percebido e vem sendo realizado com sucesso.

Uma mostra disso é a TV conectada, que são aparelhos de televisão que possibilitam a conexão com a internet, permitindo o acesso a todo o conteúdo audiovisual, redes sociais e serviços, que podem ser consumidos ou adquiridos pelo controle remoto. Este aparelho é interessante, pois permite assistir vídeos pela internet sem perder o conforto de uma tela maior e do sofá de casa. O aparelho tem chamado a atenção, mas ainda tem um valor bem acima das TVs comuns e por isso não é tão popular.

Outro exemplo de que a TV e internet podem andar juntas é o acesso à TV pelo computador ou dispositivos móveis, que já é bem comum. Em minha opinião, a preferência dos brasileiros por assistir vídeos em aparelhos móveis aumentou porque as pessoas ficam mais tempo fora de casa e agora possuem essa opção. Enquanto está no trânsito ou em qualquer outra situação onde seja necessário esperar, a pessoa saca o seu tablet ou smartphone e assiste a um vídeo ou à novela do horário.

Mas quando chega em casa, senta no sofá e liga a televisão. O que não impede que esteja com o seu notebook ou dispositivo móvel em mãos, pois além de assistir é interessante comentar na rede social se o programa é bom ou não, se tal propaganda ou produto chamou a atenção, e trocar as impressões com os amigos.

Uma pesquisa da Nielsen aponta que nos Estados Unidos, 60% das pessoas assistem televisão e ficam conectadas na internet simultaneamente. O que não é diferente aqui do Brasil. As pessoas comentam o jogo de futebol, a cena da novela e tudo isso enquanto a programação está passando. Isso sim é uma tendência, a junção da TV com a internet, como a TV conectada.

Contudo, não há como negar que o acesso aos vídeos pela internet, seja pelo computador ou por dispositivos móveis, está aumentando e a tendência é esse número continuar crescendo. Os brasileiros demonstram preferência por assistir conteúdos via internet. Segundo uma pesquisa realizada pela Accenture com 6,5 milhões de internautas, em sete países, 82% dos brasileiros preferem assistir vídeos pela internet. Dos sete países, o Brasil ficou no topo da lista.

A televisão ainda é o aparelho preferido dos consumidores, representado 90% da preferência neste segmento, mas, desde o ano passado, aumentou a disposição para assistir vídeos por meio de outros aparelhos. Mais de 40% dos usuários brasileiros ouvidos passaram a acessar conteúdo de vídeo pelo computador, notebook ou smartphone; e mais de 35% passaram a assistir TV também pela internet.

Contudo, assistir filmes pela internet, por qualquer aparelho, requer uma internet de qualidade. Acredito que o Brasil ainda precisa investir muito na banda larga, que é fundamental para que mais pessoas acessem conteúdos por aparelhos móveis.

A Associação Brasileira de Telecomunicações divulgou que em maio deste ano cresceu em 53,5% a adesão aos serviços de banda larga fixa e móvel no Brasil, em relação ao mesmo período de 2010. Esse número tende a aumentar, já que o governo também isentará de impostos fábricas locais de modem 3G, visando incentivar o acesso ao serviço.

Acredito que tudo está caminhando para que a maioria das pessoas tenha internet de qualidade, tanto em seus aparelhos móveis quanto em suas casas. Assim, cada um poderá assistir a seus vídeos favoritos onde bem entender, em casa, no carro, na praça… E a TV continuará evoluindo e se transformando para garantir o seu espaço entre os aparelhos móveis e outros que venham a surgir.

Marcelo Spinassé, CEO e co-fundador da Truetech – referência nacional no desenvolvimento e distribuição de soluções multimídia na rede.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.