PCs domésticos são seqüestrados para enviar spam


21/10/2003

Computadores domésticos com conexão de banda larga são os novos alvos dos spammers, de acordo com a empresa britânica de segurança mi2g. Em relatório recente, a empresa alerta que os sistemas domésticos e de pequenas empresas estão sendo “seqüestrados” para enviar spam e que os rastros das mensagens não-solicitadas geralmente levam até spammers da Ásia e América Latina.

O Brasil figura entre os países com maior número de casos de abuso por parte de spammers. Os outros países apontados pela empresa foram China, Rússia, Argentina, Guatemala, Hungria, Malásia, Nicarágua, Filipinas, Romênia, Arábia Saudita, Coréia do Sul, Espanha, Tailândia e Taiwan.

A mi2g afirma que a crescente monitoração dos servidores corporativos e as novas diretrizes de segurança colocadas em prática após os atentados de 11 de setembro de 2001 contribuíram para a mudança de alvo dos spammers, que antes se concentravam em servidores corporativos comprometidos.

Na China e na Rússia existem grandes pólos de envio de spam, mas no ocidente a maior parte do spam vem de computadores públicos e domésticos seqüestrados, que não têm nem a proteção de um firewall simples. Além da facilidade de atacar essas máquinas, existe a vantagem de que a maioria delas têm endereços IP dinâmicos, dificultando ainda mais o rastreamento do spammer.

Helena Nacinovic

Infoguerra

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.