Operadoras aderem a sistema online de reservas de hotéis

07/11/2007

A TAM Viagens, a Queensberry e a Ancoradouro, três das grandes operadoras de turismo no País, impulsionam o uso da web como ferramenta de vendas. As empresas aderiram ao HotelSuite – sistema de reservas hoteleiras em tempo real desenvolvido pela Travel Explorer. A tecnologia permite às redes oferecer aos clientes o itinerário dos hotéis já com preços e disponibilidade, preservando suas políticas comerciais e de segurança.

A última versão da ferramenta apresenta o que há de mais avançado em reservas online. Engloba mais de 100 mil hotéis das mais variadas redes e também unidades independentes, em centenas de cidades. Facilita consultas, reservas, disponibilidades e pagamentos, fazendo o gerenciamento completo (backoffice) das operações.

Os representantes das operadoras são unânimes ao afirmar que o sistema atende perfeitamente às necessidades operacionais. A TAM Viagens chegou até a pensar em desenvolver uma ferramenta igual, mas desistiu ao conhecer a tecnologia da Travel Explorer. “Entre outras vantagens, o motor realiza buscas comparativas de preços online com todos os provedores”, comenta Rubens Beef, gerente de sistemas da TAM Viagens.

A mesma decisão tomou a Queensberry. “Fechamos o contrato após fazermos uma pesquisa com usuários. Para a nossa surpresa, o grau de satisfação foi de 80%”, avalia Marcos Reis, responsável pelo setor de Tecnologia da Informação da operadora. Já a Ancoradouro optou pelo HotelSuite levando em conta a credibilidade e a integração do sistema. “Além de racionalizar e economizar tempo, temos todos os fornecedores concentrados em uma única ferramenta”, analisa o diretor comercial Edgar Tao.

Segundo Alberto Galbeno, diretor da Travel Explorer, o motor de reservas está em mais de 100 empresas, distribuidores hoteleiros, consolidadoras nacionais e operadoras no Exterior. “Implantamos o HotelSuite em operadoras de 15 países, como Argentina, Chile, México, Portugal e Estados Unidos”, acrescenta.

“O operador tem na hora da venda informações detalhadas e atualizadas sobre o hotel que está vendendo”, conta Galbeno. “Antes, ele levaria horas checando preços, disponibilidade e mesmo sua comissão. Deste modo, as chances de perder o cliente seriam enormes”, lembra.

Site relacionado: www.travelexplorer.com.br

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.