75% dos internautas pesquisam sobre saúde na Internet

20/04/2007

Um estudo realizado pelo instituto Millward Brown com 800 internautas concluiu que três em cada quatro usuários de internet procuram informações na web a respeito de saúde e o médico predileto daqueles que navegam, principalmente para as doenças menos graves.
   
Segundo a pesquisa, 78% dos 20 milhões de navegadores italianos já procuraram, ao menos uma vez no último ano, informações a respeito de doenças e remédios.
   
Dos consultados, 66% declararam usar a internet como fonte de informações sobre a saúde, enquanto 54% perguntam ao médico e 53% recorrem a farmacêuticos.
   
Em média, cada entrevistado afirma utilizar aproximadamente 3 fontes de informação diferentes e as mulheres são as que mais fazem buscas relativas à saúde.
   
As doenças mais procuradas são problemas relativos ao peso e à obesidade (32%), seguidos pela dor nas costas (25%), dor de cabeça (23%) e doenças sazonais seguidos por contracepção e gravidez, empatados.
   
A classificação se inverte quando se fala em pesquisas de informações sobre medicamentos. Em primeiro lugar estão as doenças sazonais e a dor de cabeça (18%), seguidas por problemas com o peso e pela dor nas costas (15%).
   
Para o estudo também foi perguntado aos navegadores que tipo de sites costumam visitar, e surgiu uma preferência pelos sites especializados.
   
Este último dado nos dá também uma idéia de que ‘coisa’ procuram os navegadores. A preferência por sites especializados pode ser interpretada como uma demanda de informações de qualidade da parte dos usuários, explica Salvatore Ippolito, que conduziu a pesquisa.

Ansa

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.