Podcasts tomam conta da web


08/08/2005

A internet cria manias. Não há um dia sequer que ela não apresente uma novidade, logo adotada com entusiasmo pelos surfistas virtuais. Umas, passam rapidamente; outras, perduram por longos anos e se multiplicam em crias cada vez mais sofisticadas. A onda do momento – e parece que ela veio para ficar – é o podcast ou podcasting.

O termo surgiu pela primeira vez em um artigo do jornalista Ben Hammersley, publicado no jornal britânico The Guardian, em 12 de fevereiro de 2004. Hammersley atribuía o então boom das rádios online aos blogs e ao iPod, reprodutor de música digital da Apple. Ele propunha três nomes para a nova tecnologia: audioblogging, guerilla media e podcasting. No caso, podcasting, segundo Hammersley, seria a junção de iPod com “broadcast”, que, em inglês, significa transmissão de rádio ou TV.

Mas, afinal o que é um podcast? Numa definição simples, é uma espécie de programa de rádio personalizado, gravado no popular formato MP3, que pode ser oferecido, via web, para PCs e iPods da vida.

A distribuição do podcast é feita por meio do RSS, um sistema de índice, que contém todas as informações sobre as atualizações de um site. Por sua vez, essas atualizações são enviadas aos internautas através de softwares chamados agregadores de RSS. Desse modo, assim que um site publica uma nova informação – seja uma nota jornalística ou dados técnicos sobre um produto – ela é transmitida diretamente para o PC pelo agregador que está instalado nele. Ou seja, o usuário não precisa ir ao site para saber das últimas.

As primeiras linhas de código do primeiro agregador de podcast foram escritas pelo holandês Adam Curry, ex-vídeo jóquei da MTV européia, que se tornou rico com o despertar das empresas pontocom, em meados dos anos 90. A partir daí, o podcast decolou e atualmente é usado até mesmo por grandes empresas, como a Disney e a revista Newsweek. Hoje, por sinal, a IBM anunciou que seus boletins para investidores serão despachados via podcasts.

Criar um podcast não é uma tarefa difícil. Basta ter um computador com microfone, caixas de som e um programa de edição de áudio. O Audacity é uma boa pedida: é grátis e descomplicado. (segue)

Site relacionado: http://audacity.sourceforge.net

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.