Oito dicas para montar um e-commerce eficiente

Por Lincoln Morato

Mesmo sendo o terceiro país no mundo com maior número de acessos à internet, o Brasil ainda engatinha no comércio eletrônico.

Os números estão em alta, mas ainda há muito espaço para crescer, como mostra uma pesquisa publicada pela e-bit com a expectativa do e-commerce para 2013. De acordo com o levantamento feito, o crescimento nominal deve chegar a 25%, com previsão de faturamento de R$ 28 bilhões.

O setor ainda apresenta muitos gargalos, como a falta de infraestrutura de rede, a exclusão digital, divergências legais e tributárias e a falta de mão de obra qualificada, para ficar nos exemplos mais urgentes. Mesmo com todos esses problemas, grandes lojas de varejo perceberam o potencial do comércio pela internet – alavancado principalmente pela chegada da classe C ao mercado eletrônico – e investiram pesadamente neste novo modelo de negócios.

Por conta disso, o cenário do e-commerce do grande varejo não deve se alterar muito este ano, e a expectativa maior fica por conta das pequenas empresas, que devem atender a nichos cada vez mais específicos. Para aproveitar a onda, preparamos oito dicas para levar seu negócio para o mundo virtual, ficando longe das armadilhas do setor:

1- Pode parecer óbvio, mas vale a pena insistir: o primeiro passo para montar um e-commerce é fazer um plano de negócios bem estruturado, que envolva estudo do mercado, da concorrência, levantamento dos seus pontos fortes e fracos, além, é claro, da verba necessária para implantação e manutenção da loja.

2- Organize a logística da empresa. Pontualidade na entrega é fundamental para evitar crises, que no ambiente virtual se alastram de forma imprevisível.

3 – Na hora de planejar o site, leve em conta a plataforma, design, usabilidade e conteúdo. O comportamento do consumidor em uma loja virtual não é diferente do consumidor da loja física. O site deve ser agradável, fácil de navegar e possuir conteúdo objetivo. Não se esqueça que a sua concorrência está a um clique de distância.

4 – Aproveite o potencial de comunicação da internet. Se sua empresa não possui uma área de comunicação e marketing estruturada, avalie a possibilidade de terceirizar o trabalho. Manter um relacionamento estreito com o mercado virtual é fundamental para se sobressair no online. Não dá para deixar essa tarefa com a menina que gosta de Facebook.

5 – Contar com sistema antifraude transmite confiança e aumenta as taxas de conversão. Tenha, também, várias opções de pagamento, mas verifique antes, junto aos bancos, as taxas praticadas, para não ter prejuízos.

6 – Invista num sistema de banco de dados robusto e mantenha-o constantemente atualizado.

7 – O mercado mobile cresce dia a dia e o seu e-commerce deve estar preparado para operar também nesse ambiente dinâmico.

8 – Uma das principais dicas para iniciar numa loja virtual será a qualidade da informação. Utilize empresas reconhecidas no mercado e que comprovem a origem de seus dados. Montar um e-commerce é fácil, mas, como qualquer outro negócio, não é simples. Conheça o mercado, capacite sua equipe, invista em inovação e acompanhe de perto os resultados.

Lincoln Morato é coordenador de marketing e novos negócios da ZipCode, empresa especializada em prover informações para diversos segmentos do mercado.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *