Estudo mostra que 2,2 milhões compram música digital


04/;08/2005

O ano de 2004 foi um marco para a música digital, com o surgimento de pelo menos 300 lojas virtuais em todo o mundo, sendo 200 delas apenas na Europa.

A pesquisa da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI na sigla em inglês), divulgada na terça-feira (02/08), revela que atualmente já existem 2,2 milhões de internautas registrados nessas lojas, formando uma massa de consumidores para pouco mais de um milhão de músicas digitais catalogadas até o final de 2004.

Já as vendas de CDs pela internet cresceram 15% na Alemanha, 10% no Reino Unido e 6% nos Estados Unidos – transformando a web no canal de vendas que mais cresceu no ano passado.

No Reino Unido, o consumo de CDs chegou a 2,9 unidades para cada pessoa em 2004, enquanto a Noruega alcançou a marca de 2,7 CDs per capita e os Estados Unidos, 2,6.

A média de idade dos consumidores de discos compactos também vem crescendo. Em 1999, a IFPI diz que pessoas acima de 30 anos representavam menos da metade do total de compradores. Em 2004, eles já representavam 55%.

Na Hungria, 73% dos compradores de CDs têm mais de 30 anos, mesma taxa encontrada na Holanda. Já na Áustria chega a 71% e, na Alemanha, 69%.

O Brasil lidera o grupo dos que possuem os consumidores mais jovens. Apenas 37% dos compradores por aqui possuíam mais de 30 anos, enquanto o Japão ficou com 30% e México com 26%.

Cingapura continua a ter a maior taxa de tocadores de CD em todo o mundo, com 3,9 aparelhos por residência. Estados Unidos seguem com 2,57, Hong Kong com 2,12 e Reino Unido com 1,66.

Em relação aos DVD players, o número é de 0,94 aparelhos por residência nos EUA – a maior taxa de todo o planeta. Segundo a IFPI, os mercados mais promissores para a mídia são os próprios EUA, além de Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Brasil, Holanda, Canadá, Austrália e Espanha.

A pesquisa da IFPI foi realizada nos 65 maiores mercados para a indústria fonográfica em todo o mundo, durante todo o ano de 2004.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.