Varejo online em queda; a culpa é da indústria automobilística


24/07/2003

A crise da indústria automobilística é a principal responsável pela queda de 2,6% do índice de varejo online (VOL) divulgado hoje (24/07) pela E-Consulting e Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Camara-e.net).

Em maio, o varejo online alcançou R$ 359 milhões, valor correspondente a 2,4% do varejo total do país (dados estimados a partir do índice-base do IBGE).

Sem as montadoras e revendedoras de veículos, que juntas foram responsáveis por 59,8% do total do VOL, contra 62,5% em abril, o volume de maio foi de R$ 139,6 milhões, valor 4,4% superior aos R$ 133,6 milhões de abril.

Para o diretor de estratégia da E-Consulting, Daniel Domeneghetti, o comércio de produtos como livros, CDs e software tem crescido, apesar do desempenho geral da economia brasileira. É o que o consultor chama de e-commerce. Para ele, a crise atual segura a comercialização de produtos de maior valor, como os carros.

O levantamento do varejo online é realizado mensalmente pela E-Consulting com base nos dados das 25 maiores empresas de comércio eletrônico no Brasil.

A venda de carros entra no índice porque a E-Consulting define varejo online como o que é vendido pelo varejo a partir da Web, não necessariamente por meio de transação ou pagamento pela internet, como é o caso da comercialização de carros.

IDG Now

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.