Pragas da Internet ameaçam causar mais estragos


06/08/2003

As pragas eletrônicas que se difundem por redes corporativas ou via programas de email, causando danos a milhares de computadores, estão se tornando mais rápidas, menores e mais virulentos, disse no fim de semana um especialista em segurança.

Um ataque teórico seria o dos chamados “flash worms”, projetados para se espalhar pela Internet em apenas 15 segundos, se dividindo em pedaços cada vez menores a fim de infectar o maior número possível de computadores, alertou Jonathan Wignall, presidente do Data and Network Security Council britânico no último domingo.

Outra potencial ameaça é um worm que se difunda tão lentamente que ninguém sequer perceba sua chegada, disse Wignall depois de sua palestra durante a maior conferência sobre segurança na computação, DefCon, realizada neste final de semana. O worm poderia construir lentamente uma grande base de infecção, que poderia ser ativada no futuro, disse ele durante a DefCon, que atraiu cinco mil especialistas em segurança a Las Vegas para três dias de palestras sobre a defesa da Internet.

Os worms são uma forma mais virulenta de vírus de computador porque procuram sozinhos novos PCs para infectar, sem a necessidade de pegar carona na ativação de outro programa para se propagar. Os worms de Internet tipicamente se difundem por meio de programas de email, como o Melissa, de 1999, e o Love Letter, de 2000, ou através de falhas de segurança em software, como o Code Red e o Nimbda, de 2001, que exploraram pontos fracos em programas da Microsoft . (segue)

Reuters

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.