Políticas de privacidade na Web confundem internautas


26/06/2003

Um relatório divulgado nesta quarta-feira (25/06), pelo Centro de Privacidade Pública da Universidade da Pensilvânia (EUA), revela que os extensos documentos legais publicados em muitos Web sites, que supostamente explicariam as razões pelas quais eles coletam dados de seus usuários, são feitos muito mais para fornecer uma falsa sensação de segurança do que para esclarecer as dúvidas dos internautas.

Preocupados com problemas relativos à privacidade e a ameaça de uma legislação sobre o assunto, muitos Web sites oferecem links para suas políticas de privacidade, que explicam como os visitantes são rastreados e o que é feito com seus endereços de e-mail, nomes e outros dados pessoais fornecidos.

O relatório aponta, no entanto, que apesar das políticas terem como principal objetivo a proteção legal dos Web sites em questão, frequentemente elas acabam confundindo ainda mais os internautas. Mais da metade dos 1.200 adultos entrevistados acredita que somente a existência de uma política de privacidade já garante que o Web site não venderá ou trocará seus dados pessoais com outras empresas.

Apesar de muitos Web sites oferecerem conteúdo gratuito aos visitantes que fornecem informações pessoais como nome e e-mail, por exemplo, 85% dos pesquisados responderam que preferiam pagar para continuar com acesso anônimo ou até obter a informação em outro lugar, fora da Web. De acordo com Joseph Turow, professor que escreveu o relatório, as pessoas não têm idéia do que acontece por trás da tela de seu PC. (segue)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.