Pirataria pode dificultar venda legal na internet


13/06/2005

A pirataria de música na internet pode se transformar em um obstáculo importante para o sucesso dos mercados legais de conteúdo online, segundo um relatório apresentado nesta segunda-feira pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos (OCDE).

A organização apontou que “é difícil” demonstrar que a queda de 20% no volume de negócios registrado na indústria musical entre 1999 e 2003 se deva à pirataria, mas assinala que um terço dos usuários de internet nos países membros da OCDE baixou música da rede.

Em outubro de 2004, quase dez milhões de usuários se conectaram às redes de troca gratuita de arquivos de forma simultânea, apontou a OCDE. Para a organização, os programas utilizados na troca gratuita são “uma tecnologia inovadora e promissora”, mas reconheceu que “muitos internautas fazem cópias não-autorizadas” dos arquivos.

A OCDE destacou que em 2004 ocorreu “uma mudança” com a aparição de 230 sites de venda legal de música, que ofereciam mais de um milhão de arquivos. Embora por enquanto as vendas de música através da internet não representem mais de 2% do volume de negócios do setor, a OCDE assinalou que em 2008 poderia alcançar entre 5% e 10% do faturamento.

A venda de músicas através da rede “poderia ser beneficente para o consumidor de música”, mas também “ter um custo cultural, ao privar à coletividade de um autêntico acesso às produções menos comerciais dos artistas”.

EFE

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.