MPEs ganham ERP gratuito

09/05/2007

Elas sabem que é necessário, mas também sabiam que, até então, o custo para otimizar os processos dentro da empresa eram mais caros que seus humildes bolsos podiam pagar. Se o intervalo entre as empresas de pequeno porte e os sistemas de gestão era o alto investimento, este entrave acabou. Isso porque a boa notícia da vez é que, a partir de agora, micro e pequenas empresas já podem ter seus ERPs com um simples download gratuito.

Quem assina a autoria desse feito é a catarinense WK Sistemas. De olho no futuro e com o intuito de fomentar o crescimento das MPEs, a desenvolvedora de Blumenau passa a ofertar o seu ERP Radar em uma versão gratuita e compacta, o ERP Lite Free.

Com exceção do limite de acessos simultâneos (restrito a um), o produto mantém as mesmas características do sistema de gestão comercializado tradicionalmente pela companhia. Sem prazo de validade para o uso, o ERP Lite Free contempla os módulos básicos para a administração de pequenos negócios como o controle comercial, de faturamento, de pedidos e notas fiscais, de estoque e também o financeiro, podendo ainda acoplar novos módulos sob locação, ou seja, sem ter de pagar por licença de uso, mas com uma taxa mensal de serviço.

Desenvolvido desde novembro de 2006, o projeto visou buscar alternativas para facilitar o acesso à tecnologia por um sem número de clientes potenciais que, ou estão excluídos digitalmente ou sequer sobrevivem o primeiro ano – muitas vezes por uma carência de modelos de gestão mais consistentes.

Lançado nacionalmente em maio, com o esforço de divulgação exclusivo às associações de micro e pequenas empresas do País, a WK Sistemas estima que cerca de 400 mil pequenos negócios devam aderir a ferramenta no primeiro ano.

Com a novidade e a comemoração das empresas do segmento também vem a dúvida se essa iniciativa não poderia gerar conflitos no mercado de tecnologia dedicado às menores. Segundo Estanislau Mário Balzan, diretor de marketing da WK, a intenção da empresa é prospectar futuros negócios e de forma alguma boicotar a concorrência. “Nós também fornecemos produtos para essa área e não queremos matar o mercado, que também é cheio de pequenas empresas de informática, mas 50% das MPEs hoje não tem acesso à informática e temos aí um potencial muito grande para ser ignorado”, justifica. “O produto não é eterno. Ele tem a limitação que o próprio crescimento das empresas ditará, fazendo com que ele precise de um sistema mais completo, que pode ou não ser o nosso”, completa.

Para usar a ferramenta, as MPEs precisam acessar o site e preencher o cadastro que dá acesso à chave de instalação para download do software. No próprio site é possível baixar um manual de instruções sobre o funcionamento do sistema ou ainda contratar o suporte técnico para auxílio na implementação.

Por Paula Pereira

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *