Internet em residências cresce 48%, aponta Ibope

17/01/2008

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (dia 17) realizada pelo Ibope/NetRatings, revela que o número de internautas residenciais ativos subiu 48,4% em dezembro de 2007 em relação ao mesmo mês do ano anterior, ficando em 21,4 milhões de pessoas. Em relação a novembro, o número de internautas caiu 0,7%. O Brasil também manteve sua liderança no tempo de acesso em dezembro, na comparação entre os 10 países monitorados pela pesquisa.

O internauta residencial brasileiro ficou on line 22 horas e 59 minutos no mês, uma hora e vinte minutos acima do tempo registrado em dezembro de 2006. Atrás do Brasil em tempo de navegação estão França (20h34min) e Estados Unidos (19h47min). Alexandre Magalhães, gerente de análise do Ibope//NetRatings, destaca o desempenho do comércio eletrônico em dezembro, mês de compras de Natal.

A categoria cresceu 2,5% em dezembro na comparação com o mês anterior, atingindo 12,2 milhões de internautas. “Pela primeira vez desde setembro de 2000, quando o IBOPE//NetRatings iniciou suas medições no País, a categoria ultrapassa a barreira dos 12 milhões de visitantes únicos residenciais”, disse Magalhães.

Além disso, o alcance do comércio eletrônico (parcela do total de internautas que acessa sites do tipo) chegou a 57% em dezembro. Outras categorias que cresceram em dezembro foram Ocasiões Especiais, impulsionada pelo envio de cartões de Natal, que teve alta de 23,2% nos acessos, e Automotivo, que cresceu 6,3%. No período de um ano, entre dezembro de 2006 e o mesmo mês de 2007, tiveram destaque as categorias Automotivo, que registrou crescimento de 70,4%, e Casa e Moda, que viu os acessos subirem 70,1%. Viagens e Turismo, com alta de 55,6%, foi a terceira categoria com maior crescimento. No terceiro trimestre de 2007, o Ibope//NetRatings estima que 39 milhões de brasileiros com 16 anos ou mais tinham acesso à internet em todos os ambientes (incluindo casa, trabalho, cybercafés e outros).

Jorge Franco

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.