Estudo nos EUA diz que anunciar carro pela TV é jogar dinheiro fora


14/10/2003

A publicidade televisiva tem pouco impacto sobre a decisão tomada pelo consumidor americano na hora de adquirir um carro. A internet, o marketing direto e em especial o tradicional boca-a-boca rendem mais resultados ao mercado automobilístico, de acordo com estudo da consultoria Cap Gemini Ernst & Young.

A conclusão mais crítica que se pode tirar da leitura da pesquisa é que as montadoras estão jogando boa parte de sua verba publicitária no lixo. Segundo outra consultoria, a TNS Media Intelligence/CMR, o setor foi o que mais investiu em mídia nos EUA no ano passado, US$ 18,4 bilhões.

Dos 700 consumidores ouvidos pela Cap Gemini Ernst & Young nos últimos seis meses, apenas 17% têm sua decisão sobre carros influenciada pelos comerciais exibidos na TV. Já 26% disseram sofrer influência de anúncios veiculados na web e quase metade, 48% dos entrevistados, afirmou que sua decisão é determinada pelo marketing direto. Mas foi o velho boca-a-boca que dominou as respostas, citado por 71% dos ouvidos.

“Montadoras e agências têm desperdiçado dinheiro com a televisão, em vez de buscar o marketing direto”, disse Mike Wujciak, vice-presidente da Cap Gemini, à Ad Age, publicação especializada em publicidade. Segundo o executivo, não se trata de abandonar a TV, mas de reavaliar o mix de mídia utilizado para anunciar o produto, pois a TV tem hoje uma grande participação no orçamento publicitário.

Para Mike Wujciak, as montadoras deveriam investir mais em campanhas online, que dão retorno mais rapidamente que do ações em outros meios.

Mike Palmgren, diretor de mídia da BMW da Publicis nos EUA, defende a TV, mídia que, segundo ele, amplia o alcance sobre os consumidores. (segue)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.