Crescem vulnerabilidades e ataques, diz Symantec No ratings yet.


02/10/2003

A Symantec divulgou quarta-feira, 1º/10, seu relatório semestral, o Symantec Internet Security Threat Report, que analisa as vulnerabilidades e ataques detectados por seus clientes e por 20 mil sensores de seu sistema DeepSight Threat Management, instalados em mais de 180 países. De acordo com a empresa, as ameaças combinadas continuam no topo da lista, com 60% das submissões de códigos maliciosos, representando um crescimento de 20% em relação ao mesmo período de 2002.

Em balanço sobre o primeiro semestre, o Brasil aparece em 15º lugar em relação ao número de invasões onlineA Symantec divulgou hoje seu relatório semestral, o Symantec Internet Security Threat Report, que analisa as vulnerabilidades e ataques detectados por seus clientes e por 20 mil sensores de seu sistema DeepSight Threat Management, instalados em mais de 180 países. De acordo com a empresa, as ameaças combinadas continuam no topo da lista, com 60% das submissões de códigos maliciosos, representando um crescimento de 20% em relação ao mesmo período de 2002.

O Brasil teve um grande destaque no mercado de segurança nos seis primeiros meses. O País foi o 15º alvo de ataques online e obteve 1% da origem de todas as ameças, além de aparecer em 34º lugar entre os países com mais de um milhão de usuários de Internet, com registro de 29 invasões em cada 10 mil usuários.

A velocidade de propagação dessas ameaças também está crescendo. O Blaster, por exemplo, chegou a infectar 2,5 mil computadores por hora, enquanto o tempo entre a descoberta e a disseminação do ataque está cada vez menor. O worm foi criado apenas 26 dias após o anúncio da vulnerabilidade. (segue)

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *