\”Blogar\” é fazer jornalismo? No ratings yet.


07/03/2003

Navegando na semana passada pelo blog Weblogsky.com esbarrei com um link que levava para um artigo de opinião um tanto polêmico no site da BBC: em um trecho da matéria, Bill Thompson, colaborador da BBC, alertava para o fato de que postar informações em um weblog, mesmo que feito por um jornalista, não necessariamente significa estar fazendo jornalismo. Segundo ele, um jornalista ou redator é incompleto sem o resto da equipe, como profissionais que checam fontes e um editor.

Ao primeiro momento, a opinião de Thompson parece ser radical demais, até porque muitos jornalistas, mesmo trabalhando de forma independente, têm competência o bastante para checar eles próprios as fontes e não depender de um editor-chefe, mas, a polêmica levantada pelo consultor de tecnologia da BBC nasceu de uma das aquisições mais comentadas na Internet: a compra da Pyra Labs – criadora do Blogger – pelo Google.

Andei lendo nas últimas duas semanas notícias e artigos a respeito dessa aquisição, e muitos, inclusive eu, tentaram cantar a pedra de que frutos poderiam nascer dessa compra. Alguns falaram que o Google News, serviço de notícias do Google, viria a usar a base de weblogs do Blogger. Com isso, ao se buscar uma notícia no Google News, este pesquisaria também em todos os weblogs cadastrados no Blogger.com (!), ou seja, a meu ver, e de acordo com Bill Thompson, o Google News estaria utilizando-se de fontes não confiáveis.

Segundo Daniel Braga, desenvolvedor brasileiro e criador do sistema de comentários para weblogs Comentar, se isso acontecer, o Google News deve possibilitar a desconsideração de weblogs em seus resultados de busca: “Para mim isso resultaria um número excessivo de resultados e muitos deles dizendo a mesma coisa. O que eu notei até agora é que muitos weblogs fazem referências a sites de jornais, revistas etc, sem, no entanto, trazer nada de novo ao público, salvo algumas exceções. Não sei como será usada a base, mas acho que a busca deveria possuir uma opção para desconsiderar os weblogs.”, diz.

(segue)

Mario Lima Cavalcanti

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *