Windows Vista e Longhorn terão função antipirataria semelhante ao WGA No ratings yet.

13/10/2006

A Microsoft introduzirá um novo sistema para combater a pirataria de softwares dentro dos seus futuros sistemas operacional Windows Vista e Windows Longhorn Server, disse a companhia nesta quarta-feira.

Chamado de Microsoft Software Protection Platform, a novidade é uma coleção de tecnologias que tem como objetivo melhorar a detecção de versões pirateadas do Windows, e também limitar versões não autorizadas do seu software em um modo com funções limitadas, encorajando usuários a obter uma cópia legal.

Usuários que utilizam cópias piratas do Vista não poderão acessar certas ferramentas, como a nova interface Windows Aero, e o software para combate de propaganda indesejada Windows Defender, disse a companhia.

A empresa já havia usado um modo com funções reduzidas no Windows XP.

Além das limitações, quem usar cópias não licenciadas verá avisos freqüentes no canto da tela alertando que o software não é genuíno.

O novo software será integrado sob protesto. A tentativa anterior da Microsoft para tentar reduzir o uso não autorizado do seu software, o Windows Genuine Advantage, foi parcialmente descartado por ser classificado como spyware por se instalar silenciosamente no PC do usuário e enviar informações de volta para a Microsoft.

> Veja como remover o WGA do seu PC

A Microsoft disse que as novas tecnologias são necessárias para lutar contra a pirataria de software e revelou que usuários finais também podem se beneficiar já que não deverão ser expostos a softwares que podem comprometer a máquina. (segue)

*Steven Schwankert é editor do IDG News Service, em Pequim.

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *