Videofone é opção acessível para videoconferencias


26/03/2003

Embora ainda não seja tão comum como previam as séries de espionagem, o videofone chega ao Brasil pelas portas do mercado corporativo como uma oferta mais portátil e acessível de comunicação entre executivos. Há cerca de um mês a Seal, fornecedora de dispositivos móveis para automação comercial e de videoconferência, começou a vender o video-phone Maia NX / IP, da italiana Aethra no mercado brasileiro, por US$ 2.500, informa Sidney Czarny, gerente de produtos da Seal.

Embora não ofereça recursos tão completos, o videofone pode quebrar o galho de empresários que não possuem mais de US$ 4 mil para investir em equipamentos de videoconferência.

De acordo com a fabricante de equipamentos de videoconferencia, Tandberg, que anuncia a criação de uma subsidiária no Brasil durante a Telexpo 2003, os preços de produtos de videoconferência podem variar de US$ 4.900 a US$ 20 mil. Equipamentos mais robustos, com tela plana de plasma, podem chegar a US$ 59 mil.

O terminal Maia, lançado pela Aethra há dois anos, pode substituir o telefone comum dos executivos e permitir videoconferências com troca de dados (slides ou páginas em Power Point) sobre redes IP (Internet Protocol) ou com acesso rápido em ISDN, com velocidade máxima de 384 Kilobits por segundo (Kbps).

O monitor TFT (thin-film transistor) possui resolução de 352 x 288 pixels e inclui o recurso Picture in Pictuire (PIP) que abre uma pequena tela para mostrar imagens de ambos os lados da conferência. O terminal está disponível em vermelho e preto.

Daniela Braun, do IDG NOW!

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.