Varejo online deve movimentar R$ 1,35 bilhão por conta do Natal

12/11/2008

 Cada vez mais as pessoas optam por usar a internet para fazer compras, e no Natal não será diferente. Apesar da crise econômica mundial, o comércio eletrônico deve continuar aquecido no Brasil.

Segundo dados da consultoria e-bit, o varejo online deve faturar, somente com as vendas natalinas, aproximadamente R$ 1,35 bilhão, gerando um aumento de 25% em relação ao R$ 1,08 bilhão registrado no mesmo período de 2007.

“O varejo online no Brasil ainda possui um grande potencial a desenvolver, principalmente no período natalino, quando as pessoas não têm tempo para as compras em lojas de rua, ou têm pouca paciência para enfrentar filas em shopping centers”, afirmou Pedro Guasti, vice-presidente de estratégia da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico.

Para Guasti, outros fatores também estimularão as vendas nesse período: “O faturamento do Natal deve ser beneficiado com a injeção do 13º salário, com as promoções de final de ano, sem contar a possibilidade dos parcelamentos mais elásticos que o varejo tradicional oferece", avalia.

Mesmo com a alta do dólar, que deve resultar no aumento do preço de produtos (principalmente os importados, incluindo eletrônicos e computadores), o e-commerce ainda parece ser a melhor saída para quem vai fazer compras, já que os preços praticados na internet são tradicionalmente mais baixos.

Segundo dados do Provar/FIA (Programa de Administração de Varejo), os preços na web sofreram deflação de 1,99% na primeira quinzena de outubro.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.