Unimed adota blindagem contra hackers


22/02/2006

A Unimed acaba de investir em um sistema que chamou de “blindagem contra hackers”. A rede nacional de assistência médica adotou a ferramenta de monitoramento contra vulnerabilidades Catbird para suas unidades de Americana e Santa Bárbara do Oeste, em São Paulo. Com o procedimento, foram protegidas informações que ficam disponíveis, através do site do plano de saúde, para cerca de 110 mil clientes e 285 médicos.

“Proteger os dados que colocamos à disposição na Internet é uma operação crítica, pois estes contêm informações confidenciais sobre pacientes, exames e procedimentos médicos, além de documentos administrativos”, ressalta o gerente de Tecnologia da Unimed de Americana, Wagner Marcante. “Por esse motivo, não podemos nos limitar a tomar providências depois que os problemas ocorrerem. Temos de nos antecipar às ações dos hackers”, completa.

O Catbird utiliza a mesma metodologia dos hackers, vasculhando todas as conexões da empresa na Internet à procura de falhas de segurança. Só que, ao invés de invadir, o sistema notifica os administradores sobre os problemas encontrados e indica como corrigi-los. A monitoração ocorre 24 horas por dia nos 365 dias do ano, a cada dois minutos. A solução foi implementada pela OS&T, especializada em prevenção de segurança de dados.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.