Tecnologia nacional ajuda a divulgar Copa da Alemanha


14/06/2005

O Câmara de Comércio Brasil-Alemanha apresentou nesta terça-feira o Info Point, um terminal de internet multifuncional, cujo principal objetivo é fornecer informações sobre a próxima Copa do Mundo, programada para junho de 2006, na Alemanha. Entre outras opções do sistema, o usuário poderá obter dados sobre as cidades-sedes e comprar pacotes turísticos para visitar o país europeu. “O Info Point nasceu da nossa necessidade de divulgar a Copa do Mundo”, comenta Thomas Timm, vice-presidente executivo da Câmara Brasil-Alemanha, sobre o projeto concebido em janeiro deste ano e que, a principio, contará com treze unidades. De acordo com a entidade, a meta é chegar a 100 terminais, atingindo um total de 500 mil brasileiros.

Por enquanto, apenas duas unidades estão em funcionamento no Brasil e outras duas no exterior: no Club Transatlântico e no Consulado Alemão, ambos localizados em São Paulo, no Grand Central Station, em Nova York, e na Bolsa de Valores de Frankfurt, Alemanha. Até o final do ano, no entanto, cidades como Fortaleza, Curitiba, Rio de Janeiro, Buenos Aires e Santiago também devem conhecer o Info Point. “Vamos utilizar o equipamento para divulgar a Copa principalmente na América do Sul”, afirmou Adriana Martins, representante do Centro de Turismo Alemão.

Desenvolvido com tecnologia totalmente brasileira, o terminal oferecerá acesso ao site do torneio, informações atualizadas e um serviço que possibilitará a compra de pacotes turísticos e passagens aéreas, a reserva de estadias em hotéis, aluguel de carros e bilhetes de trem. Dicas para aproveitar melhor cada uma das doze sedes da competição estarão disponíveis para os usuários, que também poderão se divertir batendo pênaltis virtuais e enviando por e-mail sua foto com cartões-postais alemães ao fundo. Segundo a Câmara de Comércio Brasil-Alemanha, uma recepcionista ficará encarregada de orientar os usuários do sistema, que também está protegido por uma blindagem especial para evitar o desgaste do uso excessivo.

Ainda de acordo com a entidade, o número de terminais irá aumentar de acordo com o interesse de patrocinadores. Empresas como a Embratur, já estariam de olho no projeto com o objetivo de colocar o equipamento em lugares públicos, como aeroportos e shopping centers. “O terminal também é uma importante ferramenta de marketing para as empresas interessadas em associar sua imagem à da Copa”, afirma Timm, que vê múltiplas possibilidades para o projeto: “De repente, alguém pode olhar, ficar com água na boca e decidir viajar para assitir à Copa”.

Por Carolina Canossa, especial para a GE.Net

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.