Sucessor do Windows XP mostra a cara


28/10/2003

A década digital está apenas começando, diz Bill Gates, presidente e arquiteto-chefe de software da Microsoft. Para demonstrar isso, ele demonstrou oficialmente pela primeira vez o Longhorn, próxima versão do Windows – mas com lançamento previsto apenas para 2006.

“Ele será o maior lançamento da década, o maior desde o Windows 95”, disse Gates, durante o discurso de abertura do PDC, a conferência de desenvolvedores profissionais da Microsoft, que começou hoje em Los Angeles.

Com o Longhorn, a Microsoft vai lançar um novo sistema unificado de armazenamento denominado WinFS, ou Windows Future Storage. Esse sistema é o “cálice sagrado” para Gates. “Venho falando sobre isso há uma década e finalmente aqui está”, afirmou.

Junto com um novo mecanismo chamado Avalon sob a interface de usuário do Longhorn, o WinFS promete tornar mais fácil o trabalho de encontrar e organizar arquivos nos PCs. Os diretórios e pastas serão substituídos com metadados em formato XML (Extensible Markup Language), permitindo aos usuários encontrar documentos relacionados a tópicos e projetos específicos com maior facilidades, ou então todas as comunicações com outra pessoa, por exemplo.

Além disso, o Longhorn vai remover os dados dos “armazéns” que são os aplicativos individuais, segundo Gates. Os dados ficarão armazenados no nível da plataforma, em vez de ficarem no nível do aplicativo. Informações de um catálogo de endereços de e-mail, por exemplo, poderão ser acessados de diversos programas, em vez de apenas o software de correio eletrônico, contou Gates.

O WinFS é baseado em uma tecnologia do Yukon, codinome da próxima versão do banco de dados Microsoft SQL Server, previsto para chegar ao mercado no ano que vem. “Não conseguiríamos organizar os dados sem o uso dessa tecnologia”, afirmou o fundador da Microsoft. (segue)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.