STF poderá transmitir TV Justiça pela Internet


06/10/2003

O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu a migração da tecnologia de sua rede, de ATM (Asynchronous Transfer Mode) para Gigabit Ethernet, com tecnologia da Extreme Networks. A mudança ocorrida no STF, primeira Suprema Corte do mundo com certificação ISO 9001, foi motivada pelo crescente tráfego de rede causado pelos serviços multimídia disponibilizados.

Agora, a rede pode suportar o volume de tráfego, que inclui a transmissão das sessões plenárias ao vivo pela Intranet; a TV Justiça pela Internet e ainda suporta cerca de 50 mil transações diárias de usuários internos como envio de protocolos, autuações, e-mails, etc.

De acordo com Leonardo Alam da Costa, secretário de informática do STF, a iniciativa faz parte da política de modernização e informatização do Supremo, iniciada no ano 2000. “Nesta época, tínhamos apenas 400 micros, atualmente temos 1500 estações de trabalho e um micro para cada usuário”, salienta.

Com a tecnologia Gigabit Ethernet, o link de Internet atinge os 10 megabits por segundo, enquanto o uplink da rede passou a ter um Gigabit padrão 1000SX. (segue)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.