Spim pode se tornar a mais nova amolação da internet


24/08/2004

Uma nova forma de irritação virtual começa a surgir na internet com o aparecimento do “spim”. Trata-se novo tipo de spam que, em vez de atacar a caixa de entrada de e-mails, se espalha pelos serviços de mensagens instantâneas, como ICQ, MSN Messenger, Yahoo Messenger e outros.

Especialistas acreditam que os “spimmers” desenvolveram a nova técnica ao perceber como as mensagens instantâneas chamam a atenção dos usuários e como os filtros de spam desenvolvidos por companhias especializadas estão cada vez mais eficientes.

A empresa de pesquisa Radicati Group estima que 582 bilhões de mensagens instantâneas foram enviadas em 2003. A companhia americana calcula que a quantidade de spim enviado aumente para 1,2 bilhão de mensagens neste ano, contra 400 milhões em 2003.

A maioria das pessoas utiliza as mensagens instantâneas para conversar de forma rápida e informal com amigos e colegas. Por isso, especialistas temem que algumas pessoas possam ser afetadas por mensagens spim porque pensam que estão sendo direcionadas para certos sites por pessoas conhecidas.

Na verdade, as mensagens são geradas automaticamente, de uma forma muito parecida com a maneira como o spam costuma se espalhar. Como o sistema é automatizado, o spim é um método muito simples de enviar mensagens de lixo eletrônico. (segue)

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.