Site de leilão: o shopping do internauta descolado


10/10/2005

No início de 2001, a relações-públicas Patrícia Prisce encheu-se de coragem e decidiu comprar uma boneca Barbie pelo eBay (www.ebay.com). Colecionadora desde 1996, ela nunca tinha usado um site de leilões antes e sentiu um pouco de medo. “Comprei a boneca de um vendedor dos Estados Unidos, pagando com ordem postal, e fiquei preocupada se iria recebê-la ou não.”

Depois de mais de um mês de espera, a boneca chegou intacta às mãos de Patrícia. Ela gostou tanto da experiência que passou a incrementar a coleção, comprando roupinhas, acessórios e bonecas. Na lista das mais de 600 compras que já fez através do site há itens inusitados, como uma casa de bonecas e as peças do enxoval da filha.

Além de servir como ferramenta para quem procura produtos específicos, os sites de leilões podem ser uma alternativa a quem quer vender aquilo que não usa mais e aos que desejam faturar com um negócio próprio.

O músico Pithy Cajonero, 33 anos, produz há oito anos o cajón, um instrumento de percussão de origem afro-peruana feito de madeira. No início, Cajonero, que adotou esse nome artístico em referência ao instrumento, e sua mulher Débora, vendiam o cajón em feiras de artesanato. Depois, passaram a vender sob consignação em lojas de instrumentos, mas tiveram problemas para receber de alguns lojistas.

Há um ano e meio o casal experimentou anunciar um cajón no MercadoLivre (www.mercadolivre.com.br) e atualmente boa parte das vendas é fechada pelo site de leilões. “Vendemos em média 10 instrumentos por mês na internet”, conta Débora.

Um levantamento recente feito pelo MercadoLivre entre seus usuários brasileiros revela que 40% das transações feitas através do site correspondem a operações envolvendo pequenos empreendedores. A mesma pesquisa aponta que, dos 4,7 milhões de usuários cadastrados no País, quase 15 mil usuários vivem das vendas feitas no site de leilões.

Outro site do gênero, o Arremate.com (www.arremate.com.br) reúne mais de 1 milhão de usuários brasileiros e abriga 216.432 anúncios em suas páginas nacionais.

Para ser ter idéia da popularidade dos sites de leilões, basta dizer que o eBay reúne mais de 155 milhões de usuários ao redor do planeta e lista cerca de 440 milhões de anúncios, que oferecem desde selos até aviões. (segue)

Marilu Araujo

Agência Estado

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *