Setor químico amplia e-business


24/09/2003

Mais de 2 bilhões de reais já são transacionados pelo setor químico, um volume 25% maior em relação ao ano passado. Essa é a conclusão da pesquisa que o ebusiness Brasil e o Grupo Assa realizaram, envolvendo 12 indústrias, sendo elas 3M, Basf, Braskem, Carbono Química, Clariant, Dow, DuPont, Elekeiroz, Rhodia, Rohm and Haas, Solvay e White Martins.

A pesquisa mostra que o setor está muito mais maduro. Nos próximos dois anos, está prevista uma significativa redução de utilização do EDI, E-mail e Fax como ferramentas de comunicação transacional das indústrias com seus canais de negócios.Os dados ainda revelam que as operações de vendas por meios on-line são realizadas intensivamente por cerca de metade das empresas participantes, com maior predominância nas transações realizadas com materiais improdutivos. Os produtivos ainda são inclusos de forma modesta.

Na questão referente às prioridades de investimentos mapeadas em 2002 e 2003, as integrações com os clientes obtiveram a maior taxa de prioridade, enquanto os esforços de integração com os fornecedores apresentaram o maior crescimento (mais de 250%).

Sites relacionados:
www.ebusinessbrasil.com.br
www.grupoassa.com

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *