RSS é a nova revolução da Web


03/03/2004

O e-mail não funciona direito, sacudido pelo incontrolável fluxo de spam. A navegação na Web pode ser igualmente confusa, enquanto se procura desviar de janelas pop-up e barulhentos anúncios em vídeo.

E isso pode explicar a excitação que existe hoje em dia em torno de uma ferramenta de software, um pouco rústica mas muito útil, que entrega automaticamente informações atualizadas para o seu computador, direto de seus sites favoritos.

Para os entusiastas, essa idéia, conhecida pela expressão inglesa Web feed (cujo significado denota um “suprimento” de informação que vem da Internet), está traçando o contorno da próxima revolução digital. A tecnologia por trás dela se chama RSS, e eu a utilizo diariamente para consultar notícias em sites como New York Times, BBC, CNET, Slashdot e um punhado de outros sites que empregam o RSS para tornar as histórias mais recentes disponíveis.

Auxiliado por um software no meu computador que procura e recupera meus feeds, eu rapidamente vasculho as manchetes e resumos. Clicando nos hiperlinks incluídos no material, eu posso visitar o site original para ter mais detalhes.

“Para um usuário que visita cerca de 50 sites por dia, não seria legal se os sites é que viessem visitá-lo, e ainda avisar quando chega alguma informação nova?”, afirma Greg Reinacker, diretor da NewsGator, que vende um add-on para o Microsoft Outlook que permite a leitura de feeds.

Centenas de milhares de Web feeds estão disponíveis, empurrados pela popularidade dos blogs, que são responsáveis pela maioria deles. Um site que vem classificando feeds desde 2001, o Syndicat8.com, acrescentou 7.326 só em janeiro. Foi seu maior salto mensal, e a coleção já passa de 53 mil.

AP

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.