Redução de custos ainda é prioridade

18/10/2002

De acordo com o estudo anual Worldwide IT Benchmark Report 2003 divulgado, pelo instituto de pesquisa Meta Group, redução de custos é a prioridade número um de TI para as empresas norte-americanas, mesmo parecendo que as organizações já atingiram seu limite de diminuição de gastos.

Depois de terem realizado uma série de cortes drásticos nos últimos dois anos – redução de equipe, consolidação de servidores, renegociação de contratos, etc – a maior parte dos CIOs acredita que qualquer corte a mais, pequeno ou grande, poderia colocar os negócios em significativo risco.

Enquanto outros estudos tinham previsto um aumento em gastos de TI no fim do ano e no começo de 2003, o Meta Group avalia que isso seria somente um “inchaço artificial”. Segundo o Dr. Howard Rubin, vice presidente executivo e autor líder da pesquisa, gastos com TI só parecem estar crescendo como um percentual de faturamento.

Quando os faturamentos caem e os gastos de TI se mantêm lineares, esses gastos parecem subir em termos percentuais. Na verdade, eles só se tornaram uma porcentagem maior no total de rendimentos sem ter aumentado o montante de dólares, explica Rubin.

Algumas indústrias são mais rápidas para reagir que as outras numa economia fraca, em termos de substituir ou reduzir gastos. Agilidade é uma das novas formas de benchmark de habilidade das empresas para lidar com obstáculos financeiros. As áreas de TI nos segmentos bancário, serviços financeiros, utilities, transportes e serviços profissionais precisarão desenvolver novas maneiras de responder mais rapidamente às conjunturas econômicas.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.