Quer grampear um telefone? É só procurar na internet


17/02/2003

Comprar, instalar e usar uma escuta telefônica ilegal é mais fácil do que parece. Apesar do direito à privacidade assegurado pela Constituição, sites na internet oferecem todo tipo de apetrecho para bisbilhotar a vida alheia. O custo varia proporcionalmente à tecnologia e alcance dos grampos ou escutas: de R$ 90,00, nos mais simples, para monitorar telefones fixos, a até US$ 5 mil, em scanners e interceptadores de celulares.

A variedade de produtos e a facilidade para comprá-los é impressionante. Um dos artigos mais simples, que custa de R$ 50 a R$ 100, é uma escuta que transmite as conversas em freqüência FM, captada por qualquer rádio. O objeto, que não necessita de pilha nem bateria, é plugado na linha telefônica e as conversas podem ser ouvidas e gravadas num raio de 80 metros. Os modelos mais sofisticados, porém, chegam a R$ 700.

A escuta não causa ruído nenhum, garante o dono de uma das lojas, ao ser consultado sobre o produto. Outro vendedor ressalta que a lei não proíbe que a pessoa grave suas próprias conversas mas, se o cliente quiser grampear linhas alheias, não é sua a responsabilidade. Há riscos por comprar uma escuta? “Que nada. Vendo para o Ministério Público e para a polícia, em todo País.” O pedido é feito por e-mail, pago com boleto e enviado por Sedex.

Mas a tecnologia atual faz esses pequenas escutas parecerem brinquedo. Com um aparelho semelhante a um walkie-talkie, com custo de US$ 600 a US$ 3 mil, a pessoa pode interceptar linhas de celulares. Segundo o vendedor, são instrumentos mais usados em investigações oficiais, mas também estão à venda para qualquer interessado.(segue)

Please rate this

 
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *