Publicidade online na Inglaterra encosta no rádio no semestre


15/10/2004

O mercado publicitário online inglês movimentou 266,8 milhões de libras (US$ 479,4 milhões) no primeiro semestre de 2004, o que coloca o setor no caminho para ultrapassar as rádios comerciais no ano que vem, anunciou uma organização setorial.

Uma alta na demanda por resultados de busca patrocinados ajudou a conduzir o mercado publicitário online a uma ascensão de 76% em relação ao mesmo período em 2003, segundo a Reuters.

O mercado nascente, dizimado pelo colapso do setor de Internet em 2000, continua a mostrar sinais de forte crescimento, à medida que mais britânicos ganham acesso à Internet e o mercado britânico de publicidade, como um todo, se recupera. A divisão britânica do Internet Advertising Bureau’s (IAB) informou que o movimento da publicidade online do país superaria a marca dos 500 milhões de libras este ano, e suas projeções indicam que a meta de mais de 600 milhões de libras em publicidade estipulada para 2007 deve ser atingida muito mais cedo.

Quando o setor atingir essa meta, terá ultrapassado as rádios comerciais em termos de faturamento publicitário. “Todas as indicações são de que devemos superar o rádio mais cedo do que imaginávamos”, disse Danny Meadows-Klue, presidente-executivo do IAB britânico.

De acordo com relatório recente do Radio Advertising Bureau britânico, a publicidade nas rádios comerciais do país cresceu em 4,4% no mesmo período, atingindo perto de 298 milhões de libras.

Nos dois últimos anos, os mercados publicitários online de maior porte nos Estados Unidos e Reino Unido se recuperaram significativamente, estimulados pela popularidade de anúncios vinculados a resultados patrocinados de busca, em serviços de busca como o Google e o Yahoo, e favorecidos por anunciantes de todos os portes.

Embora números atualizados não estejam disponíveis para o resto da Europa Ocidental, a publicidade online vem crescendo de maneira firme, se bem que mais lenta, também na Alemanha e França, segundo o IAB.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.